CapivariDestaques

18 de Maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A data de 18 de maio é lembrada como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

O 18 de maio remete a pequena Araceli Sanchez Crespo, de 8 anos, que nesta data, no ano de 1973, foi sequestrada, drogada, espancada, estuprada e assassinada com marcas de crueldade. Seu corpo permaneceu dias escondido em um freezer, desfigurado por um ácido corrosivo, até ser abandonado em um terreno e localizado por uma criança que brincava no centro da cidade. O caso aconteceu na cidade de Vitória no Espírito Santo e os criminosos encontram-se impunes até os dias atuais. O crime chocou o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”.

Araceli Sanchez Crespo

Pelo exposto, 18 de maio ficou marcado como um dia de luta pelos Direitos Humanos de todas as Crianças e Adolescentes do Brasil. A data foi instituída oficialmente no calendário do país no ano de 2000, por meio da aprovação da Lei 9.970/2000 e sempre foi de grande importância para alertar a sociedade sobre as necessidades de combater a violência sexual de crianças e adolescente.

Operações Capivari

A Polícia Civil de Capivari, sob o comando da Delegada de Polícia, Dra. Maria Luísa Dalla B. Rigolin, vem realizando inúmeras operações para cessar e punir o crime em questão. As denúncias são registradas na Delegacia de Defesa da Mulher, através do Conselho Tutelar da cidade ou pelo Disque 100, sendo todas investigadas de imediato para apuração dos fatos e posteriormente a localização do abusador.

Destaque

Em destaque a operação que aconteceu no ano de 2017, quando foi registrado o primeiro flagrante no Brasil do chamado estupro virtual. O ofensor coagiu a vítima de 14 anos a praticar o libidinoso com ele, caso ela não o fizesse, publicaria as fotos de nudez que obteve da vítima em uma rede social.

Acompanhada da mãe, a vítima menor de idade procurou a Polícia Civil. Após investigações, os agentes identificaram o suspeito e efetuaram sua prisão.

No celular do acusado haviam fotos da vítima e diálogos mantidos em um aplicativo de mensagens, além de diversas mensagens de cunho sexual envolvendo outras adolescentes.

No ano de 2018, o homem foi condenado há 6 anos, 9 meses e 20 dias de reclusão e 13 dias-multa.

Em janeiro de 2019, foi realizada a “Operação Kodomo” com diligências nos municípios de Capivari e Elias Fausto, culminando na prisão de um idoso de 74 anos, acusado de abusar sexualmente de quatro irmãos com idades entre 15 e 6 anos.

Em fevereiro de 2019, a equipe policial realizou a primeira “Operação Araceli” na cidade. Na ocasião foi realizada a prisão de um homem acusado de abusar, há cerca de um ano, de uma criança de 11 anos.
Em fevereiro de 2020, aconteceu a “Operação Araceli II”, onde a Polícia Civil prendeu um homem de 53 anos, investigado de estuprar a filha e enteadas. Essas, na época, com idades inferior a 14 anos. Os fatos foram noticiados por meio das vítimas, que através de escuta especializada, realizada por profissional da psicologia em ambiente próprio, confidenciaram como se iniciaram os abusos.

Além das operações citadas, a equipe ainda deflagrou diversas operações que culminaram em mais sete prisões de homens acusados de crimes sexuais no município de Capivari, entre os anos de 2017 e 2020.
Uma delas aconteceu em maio de 2019, quando a vítima, uma criança de 13 anos, atentou contra a própria vida, dando início a investigação que resultou na prisão do homem acusado de torturar, espancar e abusar sexualmente da vítima.

balanço assedio sexual capivari

Denuncie

Denúncias de casos de abuso e exploração sexual podem ser realizadas na Delegacia de Defesa da Mulher de Capivari, no Conselho Tutelar ou na Promotoria de Justiça, através da Central de Atendimento do Ministério dos Direitos Humanos – Disque 100, pelo 153 da Guarda Civil Municipal e 190 da Polícia Militar.

A Delegacia de Defesa da Mulher de Capivari está localizada na rua Fernando de Barros, 420, no Centro. Telefones: (19) 3491-2563 / (19) 3491-1422. E-mail: [email protected].

Projeto Mente Saudável

A Delegacia de Defesa da Mulher de Capivari junto da Delegada de Polícia Titular, Dra. Maria Luísa Dalla Bernardina Rigolin, incluem-se no Projeto Mente Saudável da AVARC, onde são oferecidas escutas ativas, círculos de cura virtuais e meios de entretenimento para auxiliar à manutenção da mente saudável.
Para conhecer mais sobre o projeto, acesse: https://avarc.com.br.

Abuso sexual e exploração sexual

Tanto o abuso, como a exploração são crimes sexuais. No entanto, o abuso sexual envolve contato sexual entre uma criança ou adolescente e um adulto, que se utiliza do corpo de uma criança ou adolescente para sua satisfação sexual. A exploração sexual ocorre quando é realizado pagamento para obter sexo ou satisfação sexual com pessoa de idade inferior a 18 anos.

Importante

Conversar sobre o assunto e alertar os adolescentes para a situação é de grande importância, pois na maioria das vezes o crime não é denunciado por medo, já que costumeiramente os agressores fazem ameaças e as vítimas não tem recursos para lidar com o assunto sozinhas.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar