fbpx
19 99646-7010 19 3496-1747

Luiz Diego e Gustavo gravam DVD na próxima segunda-feira

Os cantores sertanejos Luiz Diego e Gustavo se preparam para um momento histórico da dupla: a gravação de seu primeiro DVD, na segunda-feira, 14, às 23h, no salão social do Capivari Clube. Os convites antecipados já terminaram. No dia do show haverá venda de ingressos na portaria.
Mas antes do “grande dia”, eles bateram um papo com o jornal O Semanário e falaram sobre a história da dupla, a expectativa para a gravação do DVD, intitulado “Luiz Diego e Gustavo, Deus escreveu assim”, e o que esperam do futuro. Confira:

O Semanário – Façam um breve relato da história da dupla. Como surgiu, há quanto tempo estão juntos?
Luiz Diego – O gosto pela música surgiu há mais de 12 anos, na cidade de Itaberá, interior de São Paulo, que fica na divisa com o Paraná, quando nossa mãe, dona Elaine, nos presenteou com um violão. E nossos primeiros passos foram em um grupo vocal da igreja de um bairro onde morávamos. Como a nossa mãe tinha dinheiro para comprar apenas um violão, montar a dupla foi a única maneira que achamos de usar o instrumento sem ter que brigar por ele (risos).

O Semanário – Quantos discos a dupla já gravou?
Gustavo – Estamos em processo de masterização do nosso primeiro CD oficial, que será intitulado: Luiz Diego e Gustavo, Deus Escreveu Assim. Será um CD com 14 músicas inéditas, sendo 11 composições próprias. O lançamento está previsto para fevereiro de 2012.

O Semanário – Como esperam que seja a repercussão do novo trabalho?
Luiz Diego – Estamos preparando tanto o CD quanto o DVD com muito carinho. Esperamos agradar o nosso público, bem como atingir as pessoas que ainda não conhecem o nosso trabalho.

O Semanário – Qual foi a apresentação da dupla com maior público?
Luiz Diego – Foi na cidade de Votorantin, no show de uma rádio local, que contou com um público de aproximadamente 55 mil pessoas. Lá tivemos a dimensão exata do que a música significa em nossas vidas.

O Semanário – O que não pode faltar num show de Luiz Diego e Gustavo?
Gustavo – Músicas (risos). Muita alegria e envolvimento com o público.

O Semanário – Qual a expectativa para a gravação do DVD?
Luiz Diego – Estamos felizes com o resultado das divulgações, temos a informação de que os convites para não sócios já se esgotaram. O público vai conferir um grande show, com uma superestrutura de som e iluminação.

O Semanário – Quando vocês perceberam que a música sertaneja era o caminho a seguir?
Gustavo – Desde a infância já sonhávamos com isso, mas foi só há alguns anos, quando não dava mais para conciliar outros trabalhos com a música. E trilhamos o caminho da música sertaneja porque é ela que está enraizada na nossa formação.

O Semanário – Qual o principal objetivo da dupla daqui em diante?
Gustavo – Conseguir prender a atenção dos leitores até o fim dessa entrevista (risos). Nosso principal objetivo é cantar e levar coisas positivas para o maior número de pessoas possível. Temos um grande envolvimento com as pessoas mais carentes e queremos pautar a nossa carreira com uma grande dose de responsabilidade social. Levamos a alegria da música sempre que nos chamam em alguma instituição para pessoas mais necessitadas.

O Semanário – Quais os próximos planos da dupla dentro da música?
Luiz Diego – Estamos começando uma parceria com nosso empresário Chico Rodrigues e com a Phono Art, empresa de divulgação de Paulínia que está distribuindo nosso trabalho por todo o Brasil. A empresa também trabalha com vários artistas, como Latino, André e Adriano, Christian e Cristiano e Maurício Manieri, entre outros. Nesse momento, queremos ficar o mais conhecidos possível, senão do grande público, mas pelo menos nos meios de comunicação, principalmente rádio.

O Semanário – Vocês já sofreram algum preconceito na carreira ao assumir a música sertaneja?
Gustavo – Muitas pessoas perguntam: “Vocês cantam e trabalham no quê?” (risos)… Isso demonstra que no Brasil a profissão de cantor ainda não é totalmente reconhecida.

O Semanário – Em algum momento, diante dos obstáculos impostos pela carreira, pensaram em abandonar tudo?
Luiz Diego – Não! Obstáculos encontramos todos os dias, mas temos que usar isso a nosso favor, pois é na dificuldade que o ser humano cresce.

O Semanário – Do repertório da dupla, qual a letra preferida por vocês?
Luiz Diego – Nossa letra e melodia preferida é Sonho Meu, nossa música.

O Semanário – Quais são as suas influências musicais?
Gustavo – Muito rock pesado, como Metallica, Sepultura, Amado Batista, Reginaldo Rossi… Brincadeira (risos)! No começo, ouvíamos muito João Paulo e Daniel, Leandro e Leonardo… Hoje admiramos a musicalidade do Edson, da dupla, Edson e Hudson. Mas no nosso show cantamos até Mamonas Assassinas.

O Semanário – Qual balanço vocês fazem da carreira da dupla?
Gustavo – Até agora estamos satisfeitos com o resultado dos trabalhos. Não temos nenhum grande investidor e tudo que fazemos é a duras penas. Mas, aos poucos, estamos conquistando o nosso espaço e estamos muito felizes.

O Semanário – Deixem um recado a todos os fãs e leitores do jornal O Semanário.
Luiz Diego – Acreditamos que nada é por acaso! Que é Deus quem nos mostra o caminho. E nossas vidas são a maior prova disso. Nunca fizemos muitos planos, as coisas foram e estão acontecendo naturalmente, mas, é claro, o trabalho sempre foi uma constante em nossa história. Acreditamos que os sonhos aliados à dedicação ao trabalho nos levam a grandes realizações. Agradecemos a Deus por colocar em nossos caminhos pessoas que têm somado em nossas vidas. Em especial aos amigos das empresas e do comércio de Capivari, Rafard e região.

Deixe uma resposta