fbpx
19 99646-7010 19 3496-1747

Movimento Brasil-Itália

O evento Momento Brasil-Itália premiou as nossas expectativas!
Da abertura da Exposição na Casa da Cultura, na quarta-feira, 21, ao Show do sábado, 24, tivemos o privilégio de conviver com italianos, descendentes de italianos, autoridades civis, militares e religiosas, outros descendentes que povoam a nossa cidade, músicos, poetas, escritores, enfim pessoas que amam esta cidade e a tornaram sua segunda pátria.
A Exposição contou com fotos, documentos, brasões, peças que os “oriundi” gentilmente emprestaram para avivar a “lembrança” e “matar” a “saudade” de muitos. Contamos com o destaque das 16 belíssimas Aquarelas do Artista Plástico Antonio Giacomin, de Caxias do Sul.
Na Sessão Solene do dia 22, houve a formação da mesa. Ao centro a Presidente do Movimento Capivari Solidário, Vânia Bernardino de Campos ladeada pelo Prefeito Luis Donizete Campaci e o Vice-Cônsul da Itália, Álvaro Cotomacci. Sob o comando do Sub-Tenente Marcos Antonio Fábio, os atiradores do TG, ostentando as Bandeiras do Brasil, São Paulo e Capivari, adentraram a Casa da Cultura ao som da música Loschiavo de Carlos Gomes. Em seguida, ocorreu a entrada dos Clubes de Serviço, também ostentando as suas bandeiras. O Presidente do Rotary Club, Paulo Leite, a Presidente do Lions Club Maria de Lourdes Martins Hoppe, o representante do Interact, Guilherme, os Desbravadores e o representante da Maçonaria Gerson de Souza. O encerramento desse majestoso desfile ficou por conta da entrada de um atirador ostentando a Bandeira da Itália, ao som da Ária “Vá Pensiero” (Nabuco) de Giusepe Verdi, considerado o segundo Hino da Itália, “Hino da Saudade”, emocionando a todos os presentes.
Após o Hino Nacional, a Presidente tomou a palavra agradecendo a presença e a participação de todos, em especial aos Patrocinadores e apoiadores para que esse momento fosse possível. Em seguida, o Prefeito Luis Donizete Campaci discursou contando um pouco sobre a história da cidade e passando a palavra ao Vice-Cônsul da Itália, Álvaro Cotomacci. Ele discorreu sobre a Itália e a Imigração Italiana.
Num segundo momento Flávio Carvalho falou o que é a Itália hoje e o que ela representa, passando a palavra para o escritor João Augusto Bastos de Mattos que fez uma explanação sobre os italianos. Chamou a platéia pelo sobrenome, explicou a história dos Brasões. e disse que o maior deles é o Trabalho. Assim, emocionou a todos e despertou uma grande curiosidade pelo Livro “Oriundi, os Italianos em Capivari”. Durante o lançamento do livro houve coquetel e música com Vitor Priantti e Miguelito e a participação de Eduardo Prado.
Na sexta-feira a Missa em homenagem aos italianos contou com a celebração do Pe. Eugênio Broggio Netto, que fez uma homilía contando a história da Unificação da Itália, das guerras, conquistas e as razões da saída dos italianos para encontrar uma nova Pátria.
Nesta noite ainda ocorreu no Capivari Clube, o jantar para duzentas pessoas, com a apresentação do Madrigal Decason, sob a regência de Niza de Castro Tank, o pianista Massimo de Matteo, italiano radicado na Bahia e Tony Angeli. Em um momento descontraído, Flávio Carvalho cantou com Tony Angeli e em outro, Miguelito cantou com Máximo de Matteo.
Encerrando esse Momento Brasil-Itália, no sábado, 24, no Capivari Clube houve a apresentação dos Cancioneiros de Caxias do Sul com a humorista gaúcha Gema e o Grupo de Danças Típicas Italianas, de Piracicaba.
A todos que de uma forma ou de outra colaboraram e participaram, nosso muito obrigado!

Deixe uma resposta