fbpx
19 99646-7010 19 3496-1747

O inesquecível campo do RCA

.

DO FUNDO DO BAÚ RAFFARD

A foto acima foi concebida nos anos dourados da cidade ”Coração”, numa época em que os franceses, proprietários da usina, incentivavam a prática de esportes, e a sede do Rafard Clube Atlético, era o palco da prática de esportes dos rafardenses, notadamente o futebol.

No dia do Trabalho, o Primeiro de Maio, tinha festa o dia todo, com a competição para ver quem conseguia pegar o porco, depois eram feitos torneios de futebol, onde time da cidade, o RCA era a sensação da região, quando jogava contra os demais times.

Mais tarde, com a mudança da administração da usina, o clube foi aos poucos sendo abandonado, mas ainda assim era o local das aulas de educação física dos alunos do Grupo Escolar de Rafard, e depois Grupo Escolar Prof. Luis Grellet.

Da minha época, lembro-me dos Professores Adalberto Lux, Sr. Leite e Professor May de Capivari que foram quem me incentivaram à prática de esportes, que quando não era praticada no campo, jogando futebol ou praticando corrida dos 100 metros e de resistência, era na quadra praticando basquete ou vôlei.

Muitas vezes, os alunos chegavam antes do professor, e tinha que pedir a chave para Dona Nair, que morava ao lado da quadra, e era uma briga para decidir quem ia ela pedir as chaves para pegar bolas e outros itens necessários à prática de esportes.

A recomendação de Dona Nair, era sempre a mesma para os alunos: – Olha! Terminando de usar as coisas, guarde onde encontrou e traga a chave aqui na minha mão, se não nunca mais entrego a chave para vocês!

Hoje ao passar pelo local onde se localizava o RCA, uma profunda tristeza nos invade, ao saber que tudo se acabou, e que não se preservou um imponente patrimônio histórico da cidade por causa da ganância daqueles que só pensam no vil metal, e de outros que não têm compromisso com a Vida Social e Política de nossa cidade.

Para os jovens, que não sabiam do relatado acima, fica aqui a nossa contribuição, para um desperto em suas consciências, para que lutem com o objetivo de preservar o que ainda resta de bom em nossa cidade, se é que ainda é possível.

Grato aos meus queridos leitores pela paciência, por nos prestigiar com sua leitura. Abraço.

Deixe uma resposta