fbpx
19 99646-7010 19 3496-1747

Quem foi Armando Sales de Oliveira?

.
.

DO FUNDO DO BAÚ RAFFARD

Passados tantos anos, muitos, notadamente os mais jovens, ainda desconhecem quem foi o personagem da cena política que deu nome a uma das ruas de Rafard.

Armando Sales de Oliveira, nasceu em 24/12/1887, na cidade de São Paulo, filho de Francisco de Sales de Oliveira Junior, que além de engenheiro da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, foi também senador por São Paulo.

Armando quando jovem, estudou no Colégio Progresso Brasileiro, em São Paulo, e mais tarde no Ginásio do Estado, depois ingressou na Escola Politécnica em 1905, onde teve notável desempenho acadêmico.

Devido ao falecimento de seus pais, foi obrigado a deixar a faculdade nos últimos semestres sem realizar o exame de conclusão do curso, pois ficou responsável pelo sustento da família, e só mais tarde, recebeu o doutorado “honoris causa” pela Universidade de São Paulo.

A partir de então, passou a prestar serviços para a Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, sendo o pioneiro na exploração da energia hidrelétrica.

Casou-se com Raquel Mesquita, filha de Júlio Mesquita, o diretor de O Estado de S. Paulo no ano de 1911, aliando-se ao sogro na campanha civilista, tornando-se membro do Conselho Deliberativo da Liga Nacionalista, movimento fundado por Mesquita em 1916.

Em 1927, com a morte do sogro, tornou-se presidente do Jornal O Estado de S. Paulo, tendo apoiado o movimento militar de 1930 que depôs o Presidente Washington Luís e que colocou Getúlio Vargas no poder.

No ano de 1932, foi o articulador de uma rebelião, participando ativamente das lutas dos constitucionalistas paulistas na insurreição contra a ditadura de Getúlio Vargas.

A derrota militar foi seguida de concessões no plano político, como a convocação de uma constituinte, e em 1933, Armando Sales aceitou a nomeação de interventor do Estado de São Paulo, concessão de Getúlio Vargas aos revolucionários de 1932.

Promulgada a constituição de 1934, fundou o Partido Constitucionalista, pelo qual foi eleito governador, mas no ano de 1937, abandonou o governo do estado de São Paulo para concorrer às eleições à Presidente da República, que seriam realizadas em 1938, no entanto, o golpe de Getúlio Vargas e o estabelecimento do Estado Novo o tornaram opositor ao governo.

Armando Sales de Oliveira faleceu em 17 de maio de 1945, deixando dentre muitas realizações do seu governo, a fundação da Universidade de São Paulo, criada no dia 25 de janeiro de 1934, a abertura da avenida Rebouças e do túnel 9 de Julho, além de promover reformas no Viaduto do Chá e na ladeira Dr. Falcão, e remodelação a avenida Tiradentes e o Parque Ibirapuera.

A título de curiosidade ou mesmo de conhecimento, agora você caro leitor, sabe um pouco mais sobre a vida daquele que deu nome a uma das ruas de nossa cidade, nesta pequena biografia de Armando Sales de Oliveira.

Na próxima semana tem mais, se Deus deixar. Grato por nos prestigiar com sua leitura.

COLUNA de autoria de Rubinho de Souza
Envie sua colaboração para o colunista: [email protected]

Deixe uma resposta