Leondenis Vendramim

A imprensa e a nossa língua 10

leondenis vendramim colunista
Leondenis Vendramim é professor de Filosofia, Ética e História (Foto: Arquivo pessoal)

A língua hebraica é rica e encantadora! Embora pobre em número de palavras, em torno de 17000, (a portuguesa tem mais de 400.000), é muito rica em significados.

A letra “A” portuguesa é “a”; em hebraico a letra significa a, poder, domínio, força, seu nome “Alef” é Deus, 1, 111, 1000 e uma multiplicidade; a letra Beit é b, 2, casa, proteção e outras.

Os judeus não possuem algarismos numéricos, arábicos, nem romanos, tudo é feito pelas 22 letras (não é numerologia – não criam nisso), não possuem vogais, os massoretas acresceram os sinais (massoréticos), que dão sonorização às consoantes: a, á, e, é, i… É um idioma maravilhoso!

A escritura do Velho Testamento se expressa pelos sentimentos de suas letras e palavras. O Velho Testamento, em grande parte, foi escrito em hebraico e em menor parte em aramaico.

O primeiro livro é “Gênesis” (Origem), palavra grega porque nossas traduções são oriundas da tradução grega Septuaginta, da qual o Padre Jerônimo traduziu a “Vulgata Latina”, desta vieram algumas traduções católicas (o Papa só admitia a Vulgata) houve outras traduções diretas da hebraica ou da grega (de Lutero, Erasmo de Roterdã, padres João F. de Almeida, Matos Soares, e outras).

O nome hebraico do primeiro livro é “Bereshit” (Em Princípio). Deus inicia Suas palavras em Gên. 1:1 assim: “Bereshit Elohim bara” (Em princípio Deus criou).

Na palavra Bereshit não existe o artigo “o”, o Padre errou colocando “No princípio” Bereshit significa em Princípio, Primazia, Cabeça, Principal, Capitão, Líder. Rocha. S. João escreveu este versículo na língua grega “Em arquê ó Logos” (Em princípio o Verbo), também não tem o artigo “o”.

É erro dizer “No princípio”. O correto é “Em Princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus” (João 1:1). “Tudo foi feito por Ele” (Princípio ou Verbo), nada foi criado sem Esse Princípio. Nele estava a vida (Ele deu vida a Adão, à Eva e aos animais; é nele que vivemos (Atos 17:28); Jesus disse: Eu sou a vida (João 14:6). S. João continuou: “O Verbo Se fez carne e habitou entre nós” o Unigênito do Pai (v.14). João Batista disse: Ele tem a primazia (v. 15).

O apóstolo Paulo também comenta: “Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, nele foram criadas todas as coisas, nos céus e na terra, visíveis e invisíveis… tudo foi criado por Ele e para Ele. Ele é antes de todas as coisas e todas as coisas subsistem por Ele. Ele é a Cabeça… o Princípio, o Primogênito… (Col. 1:15-18). Ele é plenamente Deus (Col. 2:9). A palavra Bereshit não expressa a ideia de tempo, mas de pessoa, de Cristo, o Deus eterno, o Princípio da criação.

Pela Sua palavra, apenas falando, foram criadas todas as coisas e todos os seres vivos (Gên. 1:1-25). “Pois, Ele falou e tudo se fez, mandou e logo apareceu” (Sal 33:9). A primeira letra do alfabeto hebraico “Alef” separada (Al) com um sinal (..) é El (Deus poderoso), e f (f) é boca, poder na boca de Deus, o poder de Sua Palavra.

Paulo também afirma que Cristo é a Rocha que fez jorrar água para saciar mais de 2 milhões de judeus sedentos e seus milhares de animais em pleno deserto. Realmente Ele não tinha e não tem uma varinha mágica, nem precisa dela, Ele é o poder criador, Ele fez você no ventre de sua mãe, e o melhor, Ele planejou você para ser Seu filho (a) (Sal 139:13-17).

A segunda palavra é Elohim. Deus é Infinito, Onipresente, Onipotente, Atemporal independente do espaço. Como nominá-Lo? Devido à nossa finitude, Ele comunica-Se conosco na nossa linguagem a fim de termos alguma concepção a Seu respeito. Deu-nos alguns nomes: ELOHIM, YWHW, ELSHADAI, ADONAI…

Elohim é formada de El (Deus Poderoso), a terminação “him” indica que é plural – o singular é Eloá. O valor das letras de “Alef” (A = 1)+ (L = 30)+ (F = 80)= 111, número que no hebraico significa Deus no plural, ou seja, o Pai, Filho e Espírito Santo.

Jesus sentiu-Se sem o auxílio de Deus na cruz, disse: Eli, Eli, (Pai e Espírito Santo, não Eloá) (Mat. 27:46). Também 1+1+1= 3, correspondente ao valor da letra “guimel” quer dizer perfeição, isto é, Elohim é o Deus Todo poderoso, Perfeito. É, nos dito; “Deus é perfeito” (Mat. 5:48) a respeito de Jesus “Ele é sempre Perfeito” (Heb 7:28), é o Elohim.

O Espírito Santo estava com toda a Sua perfeita sabedoria, amor e poder, com Cristo e o Pai, envolvido na criação de belos e perfumados frutos, flores, aves, céu, sol, tudo fala de Seu perfeito poder, perfeito amor e sabedoria! Que Deus Maravilhoso!

ARTIGO escrito por Leondenis Vendramim, professor de Filosofia, Ética e História. Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal. São de inteira responsabilidade de seus autores.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios