jornalosemanario

A origem da esfiha em São Paulo e no mundo

São Paulo, SP 17/9/2020 – a esfiha foi criada na região da cidade de Homs, na Síria e logo se tornou popular no Vale do Beqa, na cidade Baalbeck, no Líbano

Aqui no Brasil a esfiha chegou com imigrantes árabes, vindos da Síria e do Líbano.

Esfirra ou esfiha (em árabe: صفيحة sfīḥah) é uma pequena torta assada originária da Síria e do Líbano, e encontrada em outros países do Oriente Médio, como a Jordânia, Palestina e Iraque, além do Brasil e Argentina, para onde foi levada por imigrantes sírios e libaneses e se tornou extremamente popular.
Existem diversas receitas de esfirra. A forma tradicional sempre é feita com massa de pão, assada no forno, com recheios que podem ser de carne bovina, carne de carneiro, queijo, coalhada ou verduras temperadas.

Segundo Pedro do DIB Especialidades Árabes, restaurante com mais de 30 anos de tradição na capital paulista e consagrado por ter uma das melhores esfihas de São Paulo, a esfiha foi criada na região da cidade de Homs, na Síria e logo se tornou popular no Vale do Beqa, na cidade Baalbeck, no Líbano. Mas muitos afirmam que foi o contrário.

Também existem histórias que afirmam que, nos primórdios, o pão chato surgiu no Iraque, mais tarde passando a receber recheios de carne e cebola no Líbano e na Síria. O fato é que, por ser um alimento consumido há séculos pelos países de língua árabe, ninguém sabe ao certo quando ela surgiu, nem como.

Aqui no Brasil a esfiha chegou com imigrantes árabes, como a família do DIB, que veio da Síria trazendo uma das receitas de maior sucesso na cidade de São Paulo.

Website: http://www.dibarabe.com.br

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios