CapivariDestaques

ACIC não vê otimismo para as vendas do Dia das Mães no comércio local

A expectativa era para ser outra, mas desde o começo da pandemia, em março de 2020, o comércio local de Capivari vem enfrentando períodos difíceis de queda nas vendas de produtos e serviços em geral.

Essa avaliação é da ACIC (Associação Comercial e Industrial de Capivari), que não está otimista para uma virada nas vendas no Dia das Mães deste ano.

A data é a mais importante para o comércio depois do Natal. O próximo Dia das Mães já é no domingo, 9 de maio. Neste sábado, 1º de maio, a expectativa é que os clientes já comecem a comprar os presentes.

Os comerciantes enfrentam o 2º ano do Dia das Mães em plena pandemia da COVID-19. Ano passado, em todo o Estado de São Paulo, as restrições estavam mais rígidas, e as lojas físicas estavam fechadas, só com atendimento online ou delivery.

Para o Dia das Mães de 2021, as restrições estão mais brandas. Em coletiva nesta quarta-feira (28), o Governo Estadual estendeu o horário de funcionamento do comércio até o dia 9 de maio. O comércio e setor de serviços podem funcionar das 6h às 20h.

comércio-capivari-rua-xv-de-novembro
Rua XV de Novembro reúne os principais comércios de Capivari (Foto: Ivanete Cardoso/O Semanário)

Mesmo sendo feriado de 1º de maio (sábado), Dia do Trabalhador, a Prefeitura Municipal de Capivari informou que não há restrições, impostas pelo Governo do Estado, que impeçam a abertura do comércio.

Estas medidas, mesmo que positivas, não alteram a avaliação da ACIC.

“Mesmo com o comércio aberto, não estamos otimistas. Infelizmente, todo o comércio está muito prejudicado. O Dia das Mães é uma das melhores datas, mas de novo a previsão é de queda nas vendas”, lamenta Marcus Bellini, presidente da ACIC Capivari.

Segundo Bellini, o comércio local enfrenta uma crise crescente a cada mês. Ele relata que há dezenas de comerciantes que já não estão conseguindo pagar o aluguel de seus comércios, outros tiveram que demitir funcionários, e ainda há aqueles que não resistiram e fecharam as portas.

“É triste a situação do comércio em Capivari”, lamenta.

Como alternativa, para buscar um folego financeiro para os comerciantes, o presidente da ACIC comentou que está sendo firmada uma parceria com o Banco do Brasil para financiamentos mais acessíveis para quem vive do comércio. A iniciativa já foi discutida em reunião com representantes do Banco, da Prefeitura e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Neste ano de 2021, mais uma vez a ACIC não vai realizar a Campanha de Sorteio de Prêmios no Dia das Mães. Desde 2019, a Associação também passa por dificuldades financeiras e as campanhas, como a de Natal, foram suspensas.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo
Skip to content