CapivariDestaquesEsportes

Arena Capivari está há mais de um ano interditada e Leão sem casa

Interditada pelo Ministério Público (MP), desde o dia 9 de dezembro de 2019, por risco de desabamento de parte das arquibancadas, a Arena Capivari, segue fechada há um ano e quatro meses.

Desde 2016, Capivari sediava, no estádio municipal Carlos Colnaghi, a Copa São Paulo de Futebol Júnior, maior campeonato de base do Brasil. No entanto, há menos de um mês do início dos jogos, em 2019, veio a interdição do estádio e as partidas foram canceladas.

A partir daí, o Capivariano Futebol Clube também ficou sem campo para treinar e sem estádio para receber as partidas dos campeonatos anuais.

Interditado desde 2019, estádio municipal Carlos Colnaghi, é a casa do Leão da Sorocabana, que disputa o Paulista de Futebol (Foto: Wanderley Alves/Estádio WA)
Interditado desde 2019, estádio municipal Carlos Colnaghi, é a casa do Leão da Sorocabana, que disputa o Paulista de Futebol (Foto: Wanderley Alves/Estádio WA)

Em 2015, a Arena Capivari chegou a receber recursos do governo estadual, cerca de R$ 5 milhões para ampliação e reforma.

De 2019 até o mês de abril, pouca coisa mudou. A estádio municipal segue interditado e sem previsão de reabertura. O espaço está impedido de receber qualquer tipo de atividade até que o município apresente um laudo que atenda as exigências do MP.

A Prefeitura de Capivari afirma que as irregularidades apontadas pelo Ministério Público são elementos técnicos que demandam de análise de alta tecnologia para uma conclusão específica.

“Estamos em contato com algumas empresas de engenharia que são especializadas para resolver esse problema. Infelizmente, o processo é complexo e moroso, por isso adotamos cautela e pedimos a compreensão da população”, retornou a administração municipal em nota.

No futuro, quando o problema for solucionado, o prefeito de Capivari, Vitor Riccomini, pretende retornar com os campeonatos amadores que eram realizados no estádio. Um outro projeto, que também ficou parado, é inaugurar a quadra poliesportiva da arena para atividades como futsal, vôlei, basquete e ginástica rítmica.

Leão sem casa

Desde a interdição, em 2019, o Leão da Sorocabana ficou sem casa para treinar. A solução foi buscar abrigo nas cidades vizinhas, e este ano, o time segue dividindo os treinos de suas equipes de base e profissional, no estádio municipal Jair Forti, em Rafard, e também no campo Fernando de Marco, em Capivari.

O Capivariano Futebol Clube disputa o Campeonato Paulista da Série A3. Com o estádio interditado, fica impedido de receber jogos em casa. Caso a situação da Arena Capivari permaneça sem solução até o final de 2021, o Leão pode ser prejudicado.

Jorge Luiz Pagotto, atual presidente do clube, disse que aguarda ainda para este ano o alvará de liberação do estádio.

“Até o final deste ano, precisamos do alvará de funcionamento em ordem, pois em 2022, não poderemos mais jogar fora da cidade. Na próxima competição, em janeiro, caso não tenhamos o estádio, isso sim pode ser um problema”, relata.

Pagotto diz confiar que o governo municipal busque uma solução para o caso. O clube também aguarda um novo posicionamento da Prefeitura de Capivari para os próximos 90 dias.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo
Skip to content