Leondenis Vendramim

Bíblia sem preconceito – 53

leondenis vendramim colunista
Leondenis Vendramim é professor de Filosofia, Ética e História (Foto: Arquivo pessoal)

A religião cristã, como já exposto, não é fácil, o “EU”, o “Golias” é um deus que luta para destruir física, moral e espiritualmente o homem.

O religioso há que mudar o seu caráter, tarefa dificílima, só possível com a ajuda divina. Jeová concede força, mas cabe ao homem renunciar o seu EU, dizer não aos seus maus desejos e obedecer aos mandos divinos. Cristão, no cerne, ama o próximo (o inimigo incluso) e ama a Deus, por isso, obedece ao Seu mandar.

Jesus ensinou o que é a verdadeira religião: “Se guardardes os Meus mandamentos permanecereis no Meu amor” (Jo 15:10), e quem ama a Jesus, ama Seus filhos.

Este é o resumo da lei toda, pode ser resumida no primeiro mandamento: “Ame a Deus sobretudo. A lei de Deus é uma pedra no sapato do homem, que ama as coisas contrárias: prostituição, orgia, idolatria, feitiçaria, inimizade, ciúmes, ira, contenda, bebedice, avareza…

Os estatutos são uma revelação do Seu caráter, é a expressão de Seu amor e justiça, um meio de proteção às Suas criaturas. Ao juízo de Deus Sua lei é perfeita (Sl 19:7; Tg 1:25), santa, justa e boa (Ro 7:12), portanto o cristão tem de se adequar à ela; talvez, como Davi, tenha de pedir a Deus: “Desvenda os meus olhos para que eu veja as maravilhas da Tua lei” (Sl 119:18).

Transgredir essa lei é pecado (1 Jo 3:4), é tornar-se inimigo de Deus (Ro 8:7), pertencente a Diabo (1Jo 3:8). A pior notícia é que todos já a transgredimos (Ro 3:23), mas a boa nova é que, se arrependermos e confessarmos nossas culpas, Jesus nos perdoa e nos purifica de todos os pecados (1Jo 1:9), Ele morreu em lugar do pecador arrependido porque o ama (Ro 5:7-10).

A lei continua sendo uma pedra no sapato do cristão. Leia Ex. 20; Dt 5. # 1º- Não tenha outros deuses (Ex 20:3). O amor ao dinheiro, ao jogo, à glutonaria, aos prazeres que aviltam o ser humano, àquilo que Deus diz não, são deuses amados mais do que o Criador. 2º- Não faça, não prostre, nem preste culto à imagem, porque Deus é zeloso e vinga a iniquidade até nos filhos e netos (4-6).

Sabedoria 13:17-19 diz: não se envergonha de falar ao inanimado, pede saúde ao desprezível, vida ao morto, socorro ao débil, viagem ao que não anda, força ao que não move as mãos, pois não passa de uma estátua. 3º- Não fale o nome de Javé em vão. Deus não deixará impune quem toma Seu nome em vão, em chocarrices, músicas banais, em piadas imorais (7). 4º- Santifique o sábado.

Trabalhe seis dias, mas o sétimo dia é repouso em honra do Senhor (nem o animal deve trabalhar) (8-11). 5º- Honre seu pai e sua mãe. Honrar é respeitar, dignificar, obedecer, enobrecer, tratar bem, sadios ou doentes, e ou na velhice. Quem assim trata seus pais prolonga a vida (12). 6º- Não mate. Ofensas, calúnias, ciúmes, contendas, humilhações, rispidez são, entre outras, armas pelas quais se mata. 7º- Não adultere. Adulterar é falsificar, mas também traição sexual.

Nessa nova visão mundial de liberdade e libertinagem, religião barata, teologia circunstancial, as pessoas procuram razões para suas irracionalidades, justificação para sua lascívia. Deus disse: não adultere, e ponto. Deus só permite o sexo para os casados.

Só o olhar cobiçoso é adultério (Mt 5:27). 8º- Não furte (15). Não importa o valor. 9º- Não seja testemunha falsa, ou não minta (16). Não cobice (desejo de possuir) a casa, as coisas, ou a mulher do próximo (17).

Deus deu esses mandamentos escritos em duas pedras com Seus próprios dedos (Ex 31:18), simbolizando uma lei pétrea, como princípios para todas as sociedades e para sempre (Sl 110:8) (na Bíblia não católica é o Sl 111:8).

O cenário da presença divina foi assustador: em meio ao fogo, raios, trovões, a glória de Deus se manifestou com a presença de milhares de anjos tocando e cantando muito alto, a ponto de o monte Sinai tremer, e, Deus falava como estrondoso trovão, os israelitas pensavam que morreriam (Ex 19: 16-20 – 20:19).

Esse cenário não foi só para impressionar os judeus, mas para nos ensinar que Seus mandamentos são normas pelas quais seremos julgados (Ecl 12:13-14). “Quem guardar os preceitos da lei, mas faltar em um só ponto tornar-se-á culpado de toda ela” (Tiago 2:10).

Somos advertidos: se alguém ajuntar alguma coisa à Bíblia, Deus ajuntará as pragas descritas neste livro e se tirar alguma coisa, ser-lhe-á tirada sua vida (Ap 22: 18-19). Se você quiser ter vida eternamente feliz, não se iluda, precisa guardar a lei toda (Mt 19:17; Ap. 14:12). Religião não é artigo barato.
# Daí em diante usei da Tradução dos Pes. Beneditinos. Edit. Ave Maria. 1961.

ARTIGO escrito por Leondenis Vendramim, professor de Filosofia, Ética e História. Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal. São de inteira responsabilidade de seus autores.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar