Leondenis Vendramim

Bíblia sem preconceito 56

leondenis vendramim colunista
Leondenis Vendramim é professor de Filosofia, Ética e História (Foto: Arquivo pessoal)

A vida é um milagre, um fenômeno inexplicável, maravilhosamente transcendente à razão dos mais sábios. Biólogos, bioquímicos, médicos, geneticistas, com auxílio da tecnologia, são capazes de descrever a fecundação, explicar os elementos químicos necessários e como se interagem, mas não têm ciência de como surge a vida.

O bioquímico Aleksandr Oparin, disse, em 1936, que uma “sopa” de aminoácidos, moléculas simples formaram as proteínas originou a vida. Mas como surgiu um ser racional, com sentimentos e emoções?

A Biologia esclarece que 350 milhões de espermas procuram invadir o óvulo, um deles, ou pouco mais, atinge o ovócito secundário. O núcleo do óvulo é envolto pelo citoplasma rico em nutrientes, este pela zona pelúcida e esta pela camada corona radiata.

Quando o esperma selecionado fecunda o ovócito na trompa uterina, graças aos estrogênios, ou melhor, graças ao Criador da Vida, a mãe é a primeira a sentir que há vida dentro dela. Um pouco mais (4 a 6 meses) começa a se comunicar com a mãe, a criança dobra os joelhos, chuta, vira, ouve, está viva. Após gestar nove meses, que emoção!

O primeiro choro no colo materno, o primeiro sorriso, a primeira palavra, o primeiro passo! Sentar no chão e jogar bola, ensinar a andar, a andar de bicicleta, levá-la à escola, para patinar no gelo. Que delícia! O Criador é incomensuravelmente sábio.

Feito de terra, água e ar, tem faculdades mentais, psíquicas, morais e espirituais, habilidades motoras dirigidas por um computadorzinho que cabe na caixa craniana – e alguns, com 114 anos, ainda funcionam!

“Eu Te louvo porque de um modo terrível e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem” (Sl 139:14). “Os filhos (e netos) são herança do Senhor” (Sl 127:3). São bênçãos. Como disse o biólogo Louis Pasteur: “só a vida gera vida” A vida é um milagre, é a consecução do amor do Deus vivo! Os pais são mordomos colocados para cuidar dos rebentos, que Deus lhes dá para nutrir e educar.

O homem é criatura de Deus e a Ele pertence a vida; ninguém tem o direito de tirá-la. “Não matarás (Ex 20:13).
A cada 40 segundos há um suicídio no mundo, é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. O Brasil é o 8º país na tabela mundial de suicídios.

O uso de pesticida e herbicida leva à depressão e ao suicídio. Sri Lanka e Coreia do Sul proibiram seu uso diminuindo 70% e 50% respectivamente tal ocorrência. Segundo a OMS, o alcoolismo mata mais de 3,3 milhões de pessoas por ano. O mundo consome 6,4 litros/ano por pessoa, e o Brasil, 8,9 litros/ano.

Quantos assassinatos? A bebida alcoólica destrói nervos e células nervosas, altera o humor, dificulta a coordenação motora e os reflexos, causa impotência e diminui a libido, aumenta o ritmo cardíaco, a pressão arterial; debilita o coração que bombeia o sangue com mais dificuldade; pode causar úlceras e câncer no esôfago, laringe, estômago e fígado, pancreatite, cirrose e muitos outros males. A lei continua vigente: “Não matarás”.

Deus adverte: “Ai daquele que dá de beber ao seu próximo” (Hab 2:15). “Não bebereis vinho nem bebida forte (Lv 10:8). Os beberrões não entrarão no reino do céu (1Co 6:10). Deus deseja que mantenhamos a saúde (3Jo 2) Somos santuário de Deus, o Espírito Santo habita em nós; se alguém destruir o corpo, Deus o destruirá, porque nosso corpo, o santuário de Deus, é sagrado (1 Co 3:16-17).

O homem pertence a Deus que o criou e o comprou com Seu sangue (1Co 6:19-20). O sangue é a vida do corpo (Lv 17:11), ele conduz nutrientes, hormônios e oxigênio às células e retira o gás carbônico, defende o organismo dos elementos nocivos à saúde.

Deus proíbe, não à-toa, comer carne com sangue, gorduras, carne de suínos e de outros como corvo, gavião, peixes sem escamas, etc. (Lv 11), porque impurificam o sangue. Aqueles que trocam sua saúde pelo sabor da comida e bebida não saudáveis, sofrerão sérias consequências nos seus últimos anos, pior, enfrentarão o juízo e a destruição final. Só se dá valor à saúde quando se a perde.

Diga não ao que lhe faz mal.

ARTIGO escrito por Leondenis Vendramim, professor de Filosofia, Ética e História. Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal. São de inteira responsabilidade de seus autores.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar