DestaquesNotíciasRegião

Campinas confirma 19 casos de raiva

Imagem: Ilustrativa

Desde a última atualização, em junho deste ano, mais sete casos de raiva em morcegos foram confirmados em Campinas, aumentando de 12 para 19 o total de ocorrências em 2019, segundo informações da Prefeitura.

São 62 casos na cidade em pouco mais de um ano e meio — em todo o ano de 2018 foram 43. Os números motivaram a Administração a promover ações contra a raiva nos bairros Jardim Capivari, Jardim Alvorada, Jardim Novo Campos Elíseos e Parque Ipiranga nos próximos dias 20 e 22 de agosto, por meio do acionamento de equipes da Unidade de Vigilância em Zoonoses, Vigilância em Saúde Sudoeste e Centro de Saúde Capivari.

As ações ocorrerão das 9h e 12h nos dois dias e a previsão é que 2.140 imóveis sejam visitados pelos profissionais que ficarão incumbidos de levar orientações para a população.

No mesmo período, uma equipe estará disponível no CS Capivari para tirar dúvidas sobre a prevenção da doença. O caso mais recente de raiva em morcegos foi registrado no Jardim Alvorada. Na ocasião, dois cachorros precisaram ser vacinados.

Assim como em outras cidades, a imunização de cães e gatos está sendo priorizada em animais que tiveram algum tipo de contato com os morcegos.

Isso ocorre porque, no mês passado, a Prefeitura foi obrigada a cancelar a Campanha Antirrábica de 2019, depois que o Ministério da Saúde deixou de encaminhar as doses para os municípios.

Na época, o órgão informou, por meio de nota, que a entrega estava atrasada devido a problemas técnicos identificados na produção da vacina.

“A pasta está empenhada em solucionar este atraso junto ao laboratório fornecedor da vacina, e ressalta que as doses serão enviadas aos estados assim que a produção for normalizada”, ressaltou o Ministério.

Segundo a Secretaria de Saúde de Campinas, cães e gatos a partir dos três meses de idade devem ser vacinados contra a raiva anualmente.

A dose é necessária inclusive para os animais que não têm acesso à rua, pois os morcegos podem entrar em contato com eles. Ao todo, 185 cachorros e 154 gatos foram vacinados pela Unidade de Vigilância de Zoonozes nos meses de maio, junho e julho.

No caso do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal (Dpbea), foram 326 cachorros e 488 gatos imunizados nos meses de abril, maio e junho.

De acordo com a Prefeitura, dentre os cuidados que a população, de forma geral, deve tomar contra a doença estão: manter os animais domésticos vacinados contra raiva; acionar a Unidade de Vigilância em Zoonozes caso encontre um morcego caído (vivo ou morto) ou em área muito próxima de contato com pessoas (muro, parede, árvore baixa); nunca tocar no morcego (vivo ou morto); e colocar um balde ou caixa sobre o animal para impedir contato com pessoas e outros animais.

Os telefones para acionar a Unidade de Vigilância de Zoonoses são: 199 (plantão) e também 3245-1219, no horário comercial, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Fonte: Correio/RAC

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar