CapivariDestaques

Capivari registra queda de 49,56 % dos casos de Coronavírus no mês de agosto

No mês de agosto o município de Capivari apresentou uma queda nos casos de Coronavírus. Na última semana de julho (dos dias 21 a 27) na qual Capivari notificou 113 casos confirmados, se comparado com a última semana de agosto (dos dias 25 a 31) na qual apresentou 57 casos positivos, o município totaliza 56 casos a menos, o que representa o percentual de queda de 49,56%.

Comparando a evolução dos casos semanalmente, do dia 27 de julho a 3 de agosto, Capivari registrou quatro casos a menos da semana anterior (dos dias 21 a 27 de julho), sendo assim, de 113 casos para 109.

Dos dias 4 a 10 de agosto, foram notificados 26 casos a menos se comparado com a semana anterior (de 27/7 a 3/8), dessa forma, houve a diminuição de 109 para 83 casos. Na semana dos dias 11 a 17 de agosto, Capivari registrou novamente uma queda de 26 casos, se comparado a semana anterior (de 4/8 a 10/8), sendo assim, passou de 83 casos positivos para 57.

Dos dias 18 a 24 de agosto, houve um aumento de 22 novos casos, sendo assim, subiu de 57 casos (de 11/8 a 17/8) para 79. Já na última semana do mês de agosto (dos dias 25 a 31), comparando com a semana anterior (de 18/8 a 24/8), foram registrados 22 casos a menos, totalizando 57 casos.

Os dados foram informados na manhã de quarta-feira (2), pelo prefeito de Capivari, Rodrigo Proença, e pelo médico Dr. Annibal Rossi, durante boletim do comitê de contingenciamento e enfrentamento ao coronavírus.

Mais números

No mês de abril foram feitos 162 atendimentos. Em maio, 333, em junho 1348, em julho 1793, em agosto 1331 e em setembro 59 atendimentos.

No último mês (agosto), a média diária foi de 43 atendimentos no Centro.

Quanto aos casos confirmados em agosto, o mês se encerrou com 247 casos confirmados e uma média de 8 atendimentos por dia.

Nesta última semana, 64 novos casos foram confirmados, e neste começo de setembro, 15 novos casos.
Quanto aos óbitos, agosto registrou uma boa queda relacionado ao mês anterior. Em julho foram confirmados 11 óbitos e em agosto apenas 3.

Dados gerais

Até quinta-feira (3), foram registradas 2.167 notificações na cidade. 1.107 pessoas com casos confirmados, com a entrada de mais 6 casos, sendo 4 mulheres: 47, 58, 26 e 62 anos, e a entrada de 2 homens: 64 e 62 anos.

Do total dos confirmados, 5 estão em internação UTI, 6 em internação clínica, 206 estão em isolamento residencial e 19 óbitos confirmados. 871 pessoas estão recuperadas, 27 pessoas aguardam resultados (3 em internação clínica e 24 em isolamento residencial). 1.033 pessoas com resultados descartados.boletim-03-09-2020-capivari

Quarentena

Proença comentou sobre o aumento de casos notificados nas últimas semanas, e acredita que esse aumento se deu por conta da reabertura do comércio e pelo Dia dos pais.

Ele ressaltou que a pandemia da Covid-19 não acabou, e é necessário continuar tomando todos os cuidados de higiene e respeitar o isolamento social.

“Ficar em casa, se puder; lavar as mãos com água e sabão e caso não for possível, usar álcool em gel 70%; manter o distanciamento social mínimo de 1,5 metro e fazer uso de máscara (obrigatório)”, frisou Proença.

Comércio, serviços e outros setores

Desde a quinta-feira (3), bares, lanchonetes e restaurantes estão liberados para trabalhar até as 22 horas, contanto que respeitem as 8 horas diárias determinadas pelo Governo.

Outra novidade é a volta das sessões de cinema. Na próxima quinta-feira (10), semana que vem, o Cine Vera Cruz retorna com a programação de filmes. A retomada do cinema será feita com 40% da sua capacidade limite.

Sobre os campos sintéticos e a realização de atividades em grupo, Proença disse que o comitê está trabalhando para ver como vai ficar a questão da realização dessas modalidades, e que com responsabilidade e organização, essas atividades brevemente poderão ser liberadas.

Feriado

O prefeito de Capivari fez um alerta sobre a chegada do feriado do dia 7 de setembro, e pediu que a população continue evitando aglomerações.

Segundo Rodrigo Proença, uma possível segunda onda do vírus não está descartada. “A flexibilização não significa um relaxamento, e que quem vai ditar o ritmo dessa retomada é a própria população”, alertou o chefe do Executivo.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios