CapivariDestaquesNotícias

Capivari salta da 46ª para a 13ª cidade mais segura para se viver

fachada da prefeitura de capivari
Foto ilustrativa

Avaliação foi realizada por meio de pesquisa, divulgada pelo Instituto Sou da Paz, em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo; ranking mede a exposição à crimes violentos

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo Instituto Sou da Paz, junto do jornal O Estado de S. Paulo, aponta o município de Capivari como a 13ª cidade mais segura do Estado de São Paulo para se viver.

O ranking de exposição a crimes violentos das cidades do Estado mede a exposição à violência nos municípios que possuem mais de 50 mil habitantes. Quanto menor o índice, maior é a segurança do município.

Capivari registrou 10,7 no IECV (Índice de Exposição a Crimes Violentos de 2018), o que a fez saltar 33 posições. Em 2017, o município ocupava a 46ª posição, com 17,6 pontos.

A pesquisa considera os crimes sexuais, letais e contra o patrimônio, para se chegar a este resultado.

Para o secretário de Segurança Pública de Capivari, Gamaliel Lourenço de Souza, a pesquisa revelou o trabalho realizado por toda a equipe da Guarda Civil Municipal em parceria com a Polícia Civil e a Polícia Militar, assim como da Delegacia de Defesa da Mulher.

“Nosso trabalho é ostensivo, preventivo, desenvolvemos sempre ações para a melhoria da segurança, e assim da qualidade de vida dos nossos munícipes. Nossas crianças recebem orientações contra as drogas com o Promad (Programa Municipal Antidrogas), aplicado pelos nossos instrutores nas escolas; trabalhamos com a educação no trânsito constantemente; colocamos a Guarnição de Canil junto de nossos agentes nas operações; é uma somatória de esforços e investimentos tanto na qualificação da nossa Guarda, quanto em melhores condições de trabalho”, diz Gamaliel.

Para o prefeito, Rodrigo Proença, investir em segurança no município é investir em qualidade de vida, entre outras questões.

“Uma cidade mais segura para se viver é o desejo de cada cidadão, que se preocupa com sua família, em poder sair de manhã de casa para o trabalho e retornar sabendo que tudo ficou bem. Nós estamos implantando nas escolas da rede municipal o Botão do Pânico, para a segurança de nossos alunos e docentes, sempre pensando no bem-estar de todos”, diz Proença.

Segundo a Delegada de Polícia, Maria Luisa Dalla Bernardina Rigollin, em 2018, Capivari contabilizou apenas um caso de feminicídio, onde o autor foi preso em menos de 24 horas.

“Os crimes de cunho violento diminuíram gradativamente, diretamente proporcional as investigações realizadas por este departamento no combate a violência”, ressalta a delega.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar