Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo

Chico Xavier: Aprender primeiro, ensinar depois

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo. Qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” Chico Xavier

Em uma entrevista, o orador Divaldo P. Franco conta o caso onde Chico Xavier estava passando por um problema moral.

Disse Chico ao seu guia espiritual, Emmanuel:

– O senhor não diz nada do meu problema?

– Como não digo nada, há anos venho dizendo [escrevendo mensagens pela sua mediunidade].

E contou Emmanuel uma história…

– Havia um homem muito querido que estava temendo que fosse chover. Aquele que o protegia deu-lhe uma capa, um chapéu e em seguida um guarda-chuva. Quando choveu, o homem disse: “O que faço?”. Diz o protetor:

“Use o que lhe dei”.

Explicando ao Chico, o espírito Emmanuel concluiu:

– Não posso lhe tirar a prova. Como irá evoluir? Use tudo o que lhe dei.

Lembrou também Allan Kardec:

– Os médiuns devem aceitar primeiro para si as mensagens de que são objeto e depois para os outros.
Assim, temos muito que aprender com as obras de Kardec, que, em O Evangelho segundo o Espiritismo, nos lembra os ensinos do Mestre: “Assim como o Cristo disse: ‘Não vim destruir a lei, porém, cumpri-la’, também o espiritismo diz: ‘Não venho destruir a lei cristã, mas dar-lhe execução’. Nada ensina em contrário do que ensinou o Cristo; mas desenvolve, completa e explica, em termos claros e para toda a gente, o que foi dito apenas sob forma alegórica”.

E o Espiritismo ganhou desenvolvimento com o médium Chico Xavier, dois espíritos que usaram de suas mãos para a psicografia alertaram sobre a responsabilidade de aprender.

Um deles foi a educadora de crianças na cidade espiritual, Meimei que diz: “Quem sabe melhora a vida: / Aprender é iluminar. / O mundo é bendita escola: / Vamos todos estudar”. (1)

O outro era o mentor espiritual do Chico, que assina Emmanuel:

“Cada existência dentro da perenidade do tempo e das Leis Evolutivas é um trecho da nossa longa estrada em que aprendemos, lutamos, erramos, acertamos, ou recomeçamos a aprender.

“E assim, através dos séculos encontramos a vitória, enfim, da Vida Imperecível.

“Meditemos nisso e seguimos para diante sob a tutela de Jesus, o Nosso Divino Mestre, segundo as Supremas Diretrizes de Deus Nosso Pai”.

1) Meimei (Chico Xavier) – Cartilha do bem – FEB
Botão Voltar ao topo