Região

Cidade do interior são novo destino de quem está em home office

Foto: Reprodução internet

Nos últimos meses, o mercado imobiliário vem sofrendo os impactos da pandemia. O que as pesquisas do CRECISP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo) mostram é que há uma migração para as cidades do interior.

Com o crescimento do home office, muitas famílias estão saindo da capital em busca de mais tranquilidade e segurança, o que as cidades menores ainda oferecem.

Além disso, as casas que antes perdiam para os apartamentos na preferência dos clientes, agora são as mais procuradas. Elas representam, em média, de 50% a 60% das negociações.

Isso também porque quem trabalha em home office prefere mais espaço e privacidade. Imóveis de 2 e 3 dormitórios são os mais procurados no interior do estado.

E na hora de pagar? Os financiamentos bancários pela Caixa ou instituições privadas também lideram as negociações representando mais da metade dos contratos. Pagamento à vista ou por consórcios ficam como última opção.

E o que acontece com as locações?

As casas também estão liderando em mais de 50%. Hoje, os inquilinos buscam um imóvel que tenha espaço para que a família possa viver com conforto e uma opção para o home office.

O mercado está sempre aquecido.

Os resultados da pesquisa estadual do CRECISP de março mostram que houve um crescimento significativo nas vendas e nas locações em todo o Interior do Estado, conforme tabela abaixo:

Na comparação com fevereiro, as vendas aumentaram 40,45% e as locações subiram 6,58%, comprovando a busca por casas e apartamentos nessa região do estado.

Para discutir esse assunto, o presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto, tem organizado reuniões com os profissionais do segmento imobiliário das cidades interioranas, buscando diretrizes para orientar os negócios dos próximos meses.

“Temos certeza de que o imóvel continua sendo o porto seguro das famílias, especialmente em tempos de isolamento social. Estamos bastante otimistas quanto aos próximos meses”, comentou o presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto.

A reunião virtual com os corretores acontece exatamente para debater este cenário do mercado em plena pandemia. É uma troca de informações do setor.

Botão Voltar ao topo
Skip to content