Turismo

Coluna Turismo Paulista por Jarbas Favoretto

Serra Negra-SP

Conforme nos conta a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, em 1928 foi descoberta a riqueza radioativa das águas da cidade de Serra Negra e, em 1930, foi criado um pavilhão de hidroterapia construído ao lado de grandiosa fonte.

Serra Negra-SP. Foto: Aniello de Vita

A qualidade de suas águas minerais levou à cidade o título de “Cidade da Saúde”, concedido pelo então Presidente Washington Luís.

Com excelente infraestrutura, a cidade atrai muitos turistas que, além de desfrutarem dos recursos naturais e hidrominerais, procuram o seu comércio de enorme variedade de produtos de lã, malharias, assessórios em couro e artesanatos diversos.

Bons hotéis e boa gastronomia completam o quadro atrativo.

E suas fontes

Serra Negra dista 142km da capital, com inúmeras opções de lazer que, além do saudável clima de montanha, oferece suas fontes de água minerais com propriedades terapêuticas.

Fonte dos Italianos, em Serra Negra-SP

Entre elas destacamos: Fonte dos Italianos, do Convívio, Santo Agostinho, São Carlos, São Jorge, Santa Luzia, N.Sra. de Lourdes, Sant’Ana e Albino Brunhara.

Seu competente Secretário de Turismo, Carlos Alberto Tavares de Toledo, nos informa que a cidade já está linda para este Natal, com 37 alegorias natalinas e 17 pontos decorados e, ainda, cerca de 40 shows.
Visite Serra Negra neste dezembro.

Rio Grande da Serra-SP

A cidade de Rio Grande da Serra, distante da capital a menos de 50 km, teve origem com uma divisão de terras em 1560, tendo sido ela a terceira aldeia construída por jesuítas.

Tropeiros, com cargas de sal que por ali passavam, tinham como local preferido para as suas paradas as margens do rio que já tinha fama de ser um dos mais importantes da região.

Capela, Marco Zero de Rio Grande da Serra. Foto: Sérgio Luiz Jorge

Os primeiros imigrantes italianos, alemães e suíços chegaram

Em 1920, o primeiro telefone é instalado, e a primeira instalação elétrica ocorreu em 1928, tendo virado município em 1964.

A capela, construída por aqueles tropeiros em 1611, foi tombada pelo Condephaat e é o Marco Zero da cidade.

Sua Estação Ferroviária

Em 1867, Rio Grande da Serra teve inaugurada a sua Estação Ferroviária. Ela foi a segunda construída em nosso Estado pela Cia. São Paulo Railway.

Bucólica Estação de Rio Grande da Serra

Está tombada pelo Condephaat como ícone do berço ferroviário do município, tendo grande relevância turística e alvo de projetos importantes como atrativo turístico.

A Estação encontra-se bem no centro da cidade, funciona como um dos principais meio de transporte do município, preservando a sua arquitetura inglesa.

Sabino-SP é um convite

Na margem esquerda do Rio Tietê, na região de Lins, com uma bela praia artificial, o Município de Interesse Turístico de Sabino tem forte potencial turístico e aguarda a sua visita.

Um grandioso portal turístico na entrada da cidade vai receber você inspirado na arquitetura greco-romana.
A sua praça matriz com seus belos jardins lembra os jardins europeus, até porque os imigrantes têm importante influência no desenvolvimento do município.

Sabino-SP homenageia seus imigrantes. Foto: Ken Chu

Para hospedagem você escolhe entre hotel, pousada, ranchos, ou casas de veraneio.

Sabino é uma cidade que transmite tranquilidade e segurança.

Por Jarbas Favoretto, MTb 32.511 –dezembro/2021

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET
>>JADE