Rubinho de Souza

Do Fundo do Baú Raffard – Dr. José Soares de Faria

José Soares de Faria, filho de Anacleto da Silva Faria e Maria Soares de Oliveira Faria, ambos portugueses, nasceu no dia 25 de dezembro de 1891, na cidade de Lavrinhas, Estado de São Paulo.

Com 36 anos de idade, ou seja, no dia 21 de janeiro de 1925, formou-se Doutor em Medicina e Cirurgia pela Faculdade de Medicina e Cirurgia, que ficava no bairro de Pinheiros, na cidade de São Paulo.

No ano seguinte, em 1926, Dr. Faria, foi convidado e contratado pelos franceses que eram os proprietários da Societé Sucrérie Bresilienes, para trabalhar como médico na pequena Villa Raffard, que ia aos poucos crescendo e aumentando sua população.

Doutor Faria como passou a ser conhecido por aqui, veio logo de mudança para nossa terrinha, e sua rotina passou a ser o atendimento de pacientes no seu consultório no período da manhã, e atendimento dos chamados nas fazendas que compunham a Usina, como Santa Lídia, Itapeva, São Bernardo, Santa Maria entre outras.

Nos anos em que eclodiu a Segunda Guerra, e que o mundo todo estava em crise, o nosso Doutor, usava como sua condução, uma charrete, mas nunca deixou de atender os chamados das famílias que precisavam dos seus cuidados.

Mais tarde passada a crise, Dr. Faria fazia os seus atendimentos nas fazendas, se locomovendo com um carro da marca Chevrolet, que dado ao seu design, o povo de Villa Raffard passou a chamar o veículo de “baratinha”. Só muito mais tarde, é que a direção da Usina disponibilizou uma ambulância com motorista para o inesquecível médico.

doutor-josé-soares-de-faria-do-fundo-do-baú-raffard
Dr. José Soares de Faria (Foto enviada pelo colunista)

Quem conheceu nosso Doutor Faria, fala dele com grande orgulho, pelo privilégio de o ter conhecido e ser atendido por ele, tendo em vista que, além de um excelente profissional, ele foi um humanista, um ser humano incomparável, que atendia a todos sem fazer distinção, mesmo que o chamado fosse feito nas frias e chuvosas madrugadas, lá ia nosso homenageado sempre pronto a atender algum doente, em alguma humilde casa.

Assim foi todo seu trabalho, sempre pautado pelo amor à profissão, até o dia 21 de dezembro de 1968, quando nosso querido Dr. Faria se aposentou.

Após sua merecida aposentadoria, Doutor Faria voltou a morar em outra cidade, mas para aplacar as saudades, voltava sempre que podia à nossa agora “Cidade de Rafard”, onde visitava os amigos, parentes, conhecidos e aproveitava para relembrar o passado.

Numa de suas últimas visitas à nossa cidade, passeou vagarosamente de carro pelas nossas ruas, com lágrimas nos olhos, ficou parado, olhando silenciosamente para tudo e todos como se estivesse despedindo da cidade e do povo que o acolheu…

E no dia 11 de outubro de 1974, veio a falecer em São Paulo no Hospital Jaraguá, aquele que ficará para sempre em nossa memória como o amigo, o pai, o irmão, o nosso inesquecível “Doutor Faria”.

Ele que soube como poucos, retribuir a hospitalidade dos moradores da pequena Rafard, após sua morte, ainda nos deu a honra de ter seu corpo sepultado no Cemitério de nossa cidade, conforme era o seu desejo.

Por todo o relato acima feito por sua filha Maria Cândida Pinheiro, e por muito mais daquele que foi além de médico, um ser humano ímpar, e que deixou muito mais que saudades em todos que o conheceram, foi merecidamente homenageado, nos brindando com seu nome, uma Avenida em nossa cidade.

Grato pela companhia de sua leitura. Semana que vem, se Deus deixar, eu volto.logo do fundo do baú raffard

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Skip to content