DestaquesRafard

Fuligem incomoda moradores de Rafard: “insuportável e prejudicial”

Pó é expelido pela chaminé da Raízen e invade residências e comércios da cidade

Época de safra da cana-de-açúcar e tempo seco são sinônimos de problemas desagradáveis para a população rafardense. Com o tempo seco neste período do ano, os efeitos das queimadas são percebidos com mais intensidade.

É o caso das alergias, da má qualidade do ar, dos problemas respiratórios, irritação nos olhos e dos transtornos causados pelos ciscos e poeira que invadem as casas nos dias de queima da cana-de-açúcar.

No período de safra, os moradores de Rafard e região convivem com os efeitos das queimadas, uma prática ainda adotada no país, por produtores que utilizam o fogo para limpar as folhas secas e verdes da cana de açúcar.

Fuligem-incomoda-moradores-de-Rafard-insuportável-e-prejudicia-3
Flagrante da quantidade de fuligem que caiu nas casas na última semana (Fotos enviadas pelos leitores)

Não bastasse os problemas mencionados acima, os moradores têm denunciado nos últimos dias, a aparição de fuligem expelida pela chaminé da usina Raízen. O ‘pó fino’ invade as casas, impregna em roupas penduras no varal e dificulta a vida de pessoas com problemas respiratórios.

“Sou moradora da cidade de Rafard e morar próxima à usina (Raizen Energia SA) nunca tinha sido um grande problema até se tornar diário as fuligens de cana-de-açúcar em nossa residência. A casa não fica limpa, nossas roupas, cômodos, móveis e espaço externo são tomados de pó todos os dias numa quantidade exorbitante”, denuncia uma jovem que reside na rua Conselheiro Gavião Peixoto, há poucos metros da usina.

Ela reclama que, agora deixou de ser apenas uma questão de estética e se tornou uma questão de saúde, pois essa fuligem está ocasionando crises de rinite alérgica com maior frequência e intensidade, além de problemas alérgicos nos animais.

Na reclamação enviada à reportagem, a jovem cobra que a unidade encontre um meio de acabar com esse problema ou disponha de meios para os moradores próximos a usina. “Não dá para aguentar uma safra inteira nessa situação”, encerra.

fuligem-rafard-roupas-e-casa
Fuligem-incomoda-moradores-de-Rafard-insuportável-e-prejudicia-3

Nas redes sociais, dezenas de pessoas reclamam do mesmo problema. Uma moradora do Centro postou fotos e desabafou:

“Não é possível que vocês achem normal as casas serem invadidas por esse cisco! Não é possível vocês acharem certo inalarmos isso! E detalhe que isso foi uma “varridinha” na área da frente da minha casa, sem contar o resto do quintal que está tomado pela sujeira, se não jogar água não adianta nada!!! Ninguém quer que usina nenhuma feche, o que a gente quer é providências para que esse bagaço pare de sujar nossas casas todos os dias!!! É só fazer um armazenamento adequado para isso e não ao ar livre do lado das casas!!! Prefeitura de Rafard e vereadores precisam tomar alguma atitude!”.

Procurada pela reportagem, até o fechamento desta matéria, a assessoria da Raízen não se pronunciou sobre as denúncias. Em notícia veiculada anteriormente, a empresa informou que conta com a colaboração da comunidade na detecção destas questões, que podem ser avisadas por meio do SAC da companhia, pelo 0800-728-1616.

comentários

Denuncie

As denúncias de poluição do ar, da água, do solo, bem como poluição sonora, devem ser encaminhadas diretamente à Agência Ambiental de cada município. No caso de Rafard, elas podem ser realizadas na Agência Ambiental de Campinas, pelo telefone (19) 3241-1744 ou pelo e-mail: [email protected].

O órgão municipal que atende essas denúncias em Rafard é o Departamento de Meio Ambiente. As reclamações podem ser feitas através do telefone (19) 3496-7531 ou pelo e-mail [email protected]

Atualização 04/07/2020

Na quarta-feira, 1º de julho, a reportagem d’O Semanário perguntou à assessoria da Raízen:

  1. Primeiramente, gostaria de saber de onde vem essa fuligem? Seria da queima do bagacinho?
  2. Quais as medidas estão sendo tomadas pela Raízen para resolver esse problema?
  3.  Existe algum estudo que demonstre se essa fuligem é prejudicial à saúde das pessoas?
  4. Informações adicionais que julgar necessária.

No entanto, no início da noite de sexta-feira (3), a empresa se ateve apenas em responder com a seguinte nota:

“A Raízen informa que as caldeiras de suas unidades produtoras passam por manutenção e limpeza periódicas. Reitera ainda que conta com apoio de especialistas e de toda sua equipe em ações para minimizar possíveis impactos que por ventura possam ser ocasionados por suas operações. A Raízen reforça que, durante o período de estiagem, também redobra suas ações a fim de diminuir a dispersão de partículas proveniente do manuseio e transporte de sua matéria-prima e subprodutos, atuando regularmente na umidificação de estradas próximas às unidades e entorno de suas operações”.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar