CapivariDestaques

Golpe do falso motoboy em Capivari

Foi preso preventivamente um homem de 31 anos, morador do Parque Peruche na capital de São Paulo, investigado pela prática de crimes de Estelionato praticados em Capivari, por meio do chamado “Golpe do Falso Motoboy”.

Segundo as investigações da Polícia Civil de Capivari, as vítimas, de modo similar, recebiam uma ligação telefônica de pessoa que informava trabalhar para instituição bancária e era alertada sobre uma possível compra fraudulenta, realizada com um de seus cartões em algum outro município.

A vítima, já muito preocupada, recebia orientação para ligar em determinado número da administradora do cartão e ludibriada, acabava por passar informações e senhas pessoais ao atendente, que solicitava que o cartão fosse cortado e entregue a um motoboy que passaria na residência para a retirada. Até o momento foram instaurados cinco Inquéritos Policiais que investigam a prática desse golpe em Capivari, que já contabilizam prejuízo financeiro a moradores, próximo a R$ 50.000,00.

Com a prisão, várias vítimas reconheceram o homem como sendo o estelionatário que se passando por motoboy de instituições financeiras, se dirigia até as residências das vítimas para retirar seus cartões bancários, que posteriormente eram utilizados pelos criminosos para compras e saques em dinheiro.

Policiais do Setor de Investigações Gerais de Capivari ainda cumpriram Mandado de Busca na casa do investigado, onde foram apreendidos documentos e duas máquinas de cartões de crédito.

O investigado foi indiciado pela prática de ao menos cinco crimes de Estelionato e se encontra preso preventivamente no Centro de Detenção Provisória do Belém 1, na capital paulista.

Registre Boletim de Ocorrência

É muito importante que as vítimas procurarem a Polícia Civil e registrem ocorrências policiais, além de contatar imediatamente a instituição financeira ligada ao cartão de crédito ou bancário.

Em Capivari a Delegacia do município funcionada 24 horas no endereço – Praça José Zuza, nº 317 – Centro (ao lado da Rodoviária). O cidadão também pode registrar o fato pela Delegacia Eletrônica, através do endereço: www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br

Como se proteger

• NUNCA entregue seu cartão para terceiros, os bancos não pedem devolução ou enviam funcionários até sua casa para recolher o cartão.
• Os bancos NUNCA recolhem cartões, mesmo que inutilizados.
• Se precisar jogar fora um cartão, destrua-o completamente: corte o chip ao meio e NUNCA o entregue a ninguém.
• Caso receba uma chamada, nunca informe ou digite sua senha para o atendente.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar