CapivariNotícias

Histórias da vida carioca no início do século 20 viram livro

05/09/2014

Histórias da vida carioca no início do século 20 viram livro

Obra escrita por alagoana criada no Rio de Janeiro imortaliza o modo de viver carioca no começo do século passado
Livro conta a trajetória da alagoana Myrka Botelho de Medeiros Gualter Kropf (Foto: Túlio Darros/O Semanário)
Livro conta a trajetória da alagoana Myrka Botelho de Medeiros Gualter Kropf (Foto: Túlio Darros/O Semanário)

RAFARD – Myrka Botelho de Medeiros Gualter Kropf deixou ricas histórias que, agora, se materializaram no livro “As Lembranças de Myrka”, editado pela capivariana Editora Nova Consciência – Gráfica EME. A obra foi organizada por seu filho, Dr. Antonio Jorge Kropf, e J. R. Guedes de Oliveira.

As 247 páginas, ilustradas, chamam a atenção pela trajetória da autora: uma alagoana que passou pelas paragens de Quebrangulo, Palmeira dos Índios e Maceió, em Alagoa, depois para o município baiano de Juazeiro e, finalmente, a chegada ao Rio de Janeiro, onde se destacou pelas suas memórias, pinturas e poesias.

A memorialista, cujo cenário foi a então capital do país, registrou o panorama da cidade e anotou as coisas importantes de então até os pequenos e significativos gestos familiares. “É um relato das observações feitas por Myrka, no decorrer dos anos, como um diário da sua trajetória de vida, principalmente a espiritual.

Revela, pois, uma mulher simples, que soube transmitir a todos uma bondade infinita, um conhecimento surpreendente sobre a simplicidade da existência terrena e, acima de tudo, um poder arrebatador de nos presentear com as suas lembranças gravadas pelo tempo”, diz a apresentação do livro.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar