CapivariDestaques

Incêndio de grandes proporções no Ecoponto do Sgariboldi

Foto: Divulgação

Um incêndio de grandes proporções atingiu o Ecoponto do bairro Sgariboldi, em Capivari, na noite desta quinta-feira, dia 06. A Guarda Civil acionou a Defesa Civil por volta das 19h, informando sobre o incidente.

Equipes foram até o local e acionaram o Corpo de Bombeiros para combater as chamas. A empresa Oleogenosa, o Saae e Usina Raízen colocaram caminhões e tratores para ajudar a acabar com as chamas.

Foto: Divulgação

O secretário de Segurança Pública, Mauro Júnior, e o diretor de Meio Ambiente, Guilherme Pagotto, também estiveram no local. Apesar do susto, não ninguém se feriu.

O fogo atingiu cerca de 15 mil metros quadrados de área, entre Ecoponto e Área Verde. A suspeita é de que o incêndio seja criminoso, pois não havia combustível ou qualquer outro material que pudesse iniciar o fogo.

Moradores também disseram para a Defesa Civil que um homem estava no local após o horário de funcionamento, o que reforça a suspeita de crime.

Foto: Divulgação

Um boletim de ocorrência foi registrado ainda na noite do incêndio e o caso será investigado pela Polícia Civil. A Prefeitura de Capivari também vai apurar as responsabilidades.

O Coordenador da Defesa Civil de Capivari, Júlio Capóssoli Neto, relatou que o período de estiagem e a alta quantidade de matéria orgânica contribuem para a propagação do incêndio.

“Graças ao bom trabalho de todos, foi possível controlar o fogo e evitar danos maiores.

Foi feito um aceiro com o maquinário do SAAE para isolar a matéria orgânica e evitar que o incêndio atingisse residências e a cana-de-açúcar.

Ainda assim, o fogo seguirá por mais 3 ou 4 dias, porém controlado, bem como a fumaça, que deve perdurar por mais uns 2 dias”, explicou.

De acordo com informação do Corpo de Bombeiros, durante a operação, até o início da madrugada, foram usados mais de 100 mil litros de água no combate ao fogo. Agora o local será interditado e uma nova avaliação será feita nesta sexta-feira, 07.

Administração municipal agradece o Saae, a empresa Oleogenosa, o Corpo de Bombeiros e a Usina Raízen pelo apoio e comprometimento. O agradecimento se estende aos colaboradores e voluntários que atuaram no local.

Por fim, a Prefeitura de Capivari lamenta o ocorrido e informa que não medirá esforços pra encontrar os culpados e retomar o serviço do Ecoponto, que é fundamental para a sociedade.

Reforçamos que colocar fogo em mato, terrenos ou materiais pode prejudicar pessoas com problemas respiratórios, trazer transtornos para quem mora próximo e ainda ser crime, como no caso do Ecoponto.

Caso presencie alguém ateando fogo em mato, terreno ou entulho, acione a Guarda Civil pelo 153, ou a Defesa Civil pelo 199.

Botão Voltar ao topo
Skip to content