Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo

Inédito: transplante de rim de porco em um homem

Nas sublimadas regiões celestes de cada orbe, entregues à inteligência e à razão, ao trabalho e ao progresso dos filhos de Deus, fulguram os gênios angélicos, encarregados do rendimento e da beleza, do aprimoramento
e da ascensão da Obra Excelsa. Ministro Sânzio (1)

A notícia do primeiro transplante de órgão animal para um ser humano é uma luz na esperança de muitos pacientes necessitados de um transplante de rim.

No Brasil, são mais de 50 mil pacientes aguardando uma oportunidade para ser transplantado de algum órgão. De janeiro a junho de 2021, as cirurgias (transplantes de humano para humano), mais realizadas foram: de rim, em primeiro lugar, com 2.066 transplantes; de fígado, em segundo, com 946; e, em terceiro, de coração, com 137. (2)

Animador também o fato de que já foram realizadas cirurgias multiviscerais; neste semestre ocorreu mais uma. Sendo que de pâncreas e rim somam já 56 transplantes.

As cirurgias de transplante de córnea, por sua vez, chegaram a 5.626 casos, e de medula óssea, a 1.480 em 2021, no mesmo período citado.

Como está sendo recebida pelas religiões essa notícia de transplante animal–humano como medida médica para recuperar a saúde de pacientes com sofrimento?

No espiritismo, a recomendação é de que busquemos o amparo da medicina para o bem-estar físico e emocional, e que usemos dos recursos terapêuticos como alternativa e complemento dela, sendo essa notícia muito bem-vinda, pois seu lema é: o tratamento espiritual não dispensa o tratamento físico e emocional pela ciência.

Já existem em vários centros médicos estudos sobre os efeitos da oração e da fé na recuperação da saúde e também na prevenção de doenças.

Na Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp, um grupo de oito médicos da Associação Espírita de Médicos de Botucatu (SP) se reuniu para pesquisar a influência da terapêutica energética do “passe” espírita na redução da ansiedade. A técnica, originada das práticas de cura do cristianismo primitivo, consiste basicamente na imposição de mãos sobre uma pessoa, a fim de transferir boas energias e tratar o lado espiritual de quem a recebe. (3)

Mas, voltando ao tema da retirada do órgão de um suíno para ser transplantado em uma mulher, essa experiência científica foi realizada na cidade de Nova York, no NYU Langone Health.

Pela primeira vez, o órgão de um animal, no caso o rim de um porco, foi transplantado em um ser humano, sem desencadear a rejeição imediata do sistema imunológico do receptor. A realização representa um avanço potencialmente importante que poderia ajudar a aliviar a escassez de órgãos humanos para transplante. (4)

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Skip to content