DestaquesRafard

Moradores plantam árvores para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente

Sábado, 5 de junho, foi comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data é um alerta à sociedade sobre a importância dos cuidados e preservação do meio ambiente.

Por conta da pandemia, as ações estão mais tímidas, no entanto, a data não passou em branco em Rafard.
Um grupo de moradores do Jardim São Carlos, em parceria com a Divisão de Meio Ambiente, realizou um plantio de árvores na área verde do bairro. A ação, que visa conscientizar sobre a importância das árvores para a qualidade de vida no município, aconteceu na esta sexta-feira (4), às 9h.

Além do plantio das árvores nativas, também foram doadas mudas para moradores que queiram plantar em frente às suas casas, ou até mesmo nos quintais. Os interessados receberão as orientações técnicas da Divisão de Meio Ambiente.

“Nosso objetivo é criar vínculo com a população e, com isso, motivar as ações de preservação ambiental. As árvores no meio urbano trazem mais qualidade de vida e melhora as condições ambientais no município”, explica Natália Sampaio dos Santos, engenheira florestal e chefe da Divisão de Meio Ambiente de Rafard.

Para evitar aglomerações, por conta da pandemia, a ação foi restrita somente aos moradores da rua situada próxima à área verde. Os demais munícipes que queiram praticar ações de plantio ou outras ligadas ao Meio Ambiente, devem buscar informações através do setor, pelo telefone 3496-1859 ou pelo e-mail: [email protected]

gelinho-quem-riu-rio
Presidente da Asturba, Gelinho, durante protocolo na cidade de Rafard (Foto: Divulgação)

Rio Capivari

Grupos de voluntários ligados às questões ambientais trabalham o ano todo em ações de preservação ao meio ambiente. Os projetos vão além das datas comemorativas, como é o caso da entidade sem fins lucrativos Asturba/Barca de Capivari, que lidera o Projeto Ambiental “Rio Capivari, quem riu, rio!”.

Profissionais ligados às questões ambientais e voluntários, que também abraçaram a causa, já caminharam com algumas etapas do projeto.

Coletas de amostras de água foram feitas em diversos pontos do Rio Capivari, em todos os municípios que margeiam o rio. Além disso, foram protocolados requerimentos com solicitação de informações e sugestões de ações concretas de preservação.

Os municípios que despejam dejetos ou substâncias através de córregos, que caem direto no Rio Capivari, também estão neste levantamento. Já foram protocolados os documentos nas cidades de Rafard, Campinas, Monte Mor, Indaiatuba, Elias Fausto, Capivari e Mombuca.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo
Skip to content