DestaquesRafard

Passado mais um ano, moradores do Jardim São Carlos ainda cobram limpeza e segurança no bairro

Foto: Wanderley Alves

Ano novo, problema velho. Nesta semana, moradores do Jardim São Carlos, em Rafard, enviaram à redação d’O Semanário, novas fotos mostrando a falta de manutenção e limpeza dos terrenos e da área verde do bairro. Animais peçonhentos têm invadido as residências, entre eles, aranhas, escorpiões e cobras.

“Estamos encontrando muitos bichos por causa do mato alto. Esse mato é tanto da área verde quanto de terrenos particulares. Já cobramos a prefeitura e até agora nada”, reclamam os moradores.

Segundo eles, os furtos também continuam devido a facilidade dos bandidos se esconderem no mato alto.

“Roubaram a casa para baixo da minha ontem a tarde (segunda-feira, 17) e levaram tudo da casa da moça”, conta uma das moradoras do bairro.

Outra cobrança constante, principalmente na tribuna livre da Câmara Municipal, é referente ao trânsito no local.

Veículos estão transitando em alta velocidade pelo bairro, que carece de lombadas e redutores de velocidade.

O que diz o poder público

Sobre a limpeza do bairro São Carlos, a Prefeitura de Rafard informou que o fiscal de posturas está buscando identificar o atual proprietário do terreno (foto enviada pelos moradores) a fim de notificá-lo sobre a limpeza (roçagem, etc.).

“Porém, a dificuldade está em localizar o atual proprietário, uma vez que na prefeitura o cadastro consta em nome de uma pessoa que não se diz mais responsável pelo mesmo”, diz a nota.

O governo municipal reconheceu estar com dificuldades para atender toda a cidade devido a alta demanda. Isso porque o município cresceu muito nos últimos anos, com novas residências e loteamentos.

“Aliado ao período chuvoso (crescimento mais rápido do mato), a atual equipe de roçagem está com dificuldades para atender toda a cidade”, explica.

No mais, a prefeitura disse que já trabalha com três ações para diminuir o número de animais peçonhentos:

  • Arrastão da Vigilância Sanitária (agentes vão focar no combate à proliferação de escorpiões e demais animais peçonhentos);
  • Curso de animais peçonhentos (inscrições em aberto) para manejo, combate e cuidados;
  • Orientação à população sobre os perigos em descartar lixo ou materiais em locais indevidos, que podem atrair tais animais, além do risco de contrair doenças.

Manejo de animais peçonhentos

Restam poucas vagas para o curso de manejo de animais peçonhentos, que acontece em Rafard nos próximos dias 27 e 28 de março. Para realizar a inscrição, o interessado deverá possuir a idade mínima de 14 anos, e ir até a Casa de Agricultura de Rafard (rua José de Moraes Barros, nº 131) ou Centro Cultural Júlio Henrique Raffard (avenida São Bernardo, nº 390).

Durante as aulas, os participantes irão aprender principalmente a identificar as espécies de cobras, aranhas e escorpiões, a realizar o manejo correto desses animais, cuidados em caso de picada e também a minimizar os riscos de acidentes em ambientes naturais.

O curso terá duração de dois dias, sendo realizado no centro cultural. Na quinta-feira (27), das 8h às 17h e na sexta-feira (28), das 8h às 12h. A organização é da Prefeitura de Rafard, por meio do Departamento de Agricultura e Pecuária, com apoio da Casa da Agricultura de Rafard e Sindicato Rural de Capivari.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar