DestaquesNotíciasRegião

Polícia prende mais um suspeito de matar idosa em Porto Feliz

Polícia prende mais um suspeito de matar idosa em Porto Feliz
Idosa foi encontrada morta em canavial de Itu (Foto: Arquivo pessoal)

Corpo de Adia Tanikawo Soezima, de 76 anos, foi encontrado em um canavial. Suspeito é irmão de Lucas Barbosa da Silva, que já está preso desde o dia 13 de junho.

Na quinta-feira, 8, a Polícia Civil prendeu mais um suspeito da morte da idosa que foi encontrada em um canavial em Porto Feliz.

A vítima foi identificada como Adia Tanikawo Soezima, de 76 anos, moradora de Itu. A mulher estava desaparecida desde 31 de maio. A polícia informou que a causa da morte da idosa foi traumatismo craniano.

Além de Lucas Barbosa da Silva, de 22 anos, preso desde o dia 13 de junho, o irmão dele, Isaías Barbosa da Silva, de 20 anos, também confessou ter participado do crime.

O corpo da vítima foi encontrado no dia 8 de junho, já em decomposição, em um canavial. De acordo com o delegado André Bonan, Isaías conduzia o carro que seguia para a zona rural para que a vítima pudesse ver os bois que tinha comprado de Lucas, conhecido como “João do Burro” na cidade.

Isaías contou, segundo a polícia, que presenciou quando Lucas golpeou a idosa na cabeça e ateou fogo em seguida. A prisão preventiva dele já foi decretada.

Um vídeo divulgado pela Polícia Civil mostra dois suspeitos dentro de um carro com a idosa. A imagem mostra os três dentro do carro na Estrada da Glória, poucos metros à frente de onde a idosa foi encontrada no canavial.

Polícia prende mais um suspeito de matar idosa em Porto Feliz
Imagens mostram suspeitos dentro de carro com idosa que foi encontrada morta em canavial em Porto Feliz (Foto: Reprodução/TV TEM)

Entenda o caso

Segundo a Polícia Civil, Adia desapareceu quando saiu de casa, em Itu, para cobrar uma dívida de compra de bois, em Porto Feliz, e não foi mais vista.

De acordo com o delegado, a vítima procurou o suspeito para cobrar pelos bois que havia comprado da família dele e não recebeu.

Uma denúncia anônima apontou que o corpo estava na Estrada da Glória em estado avançado de decomposição.

A Polícia Militar, a Polícia Civil e a Guarda Civil Municipal acompanharam a perícia. A vítima foi reconhecida por familiares e enterrada em Itu.

Fonte: G1 Sorocaba e Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar