Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo

Policiais prendendo policiais

Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo é especialista em dependência química pela USP/SP-GREA

Dois policiais civis de São Paulo foram presos na quinta-feira (7/11/2019) depois de serem flagrados escoltando, com uma viatura caracterizada da Polícia Civil, um caminhão com uma tonelada de maconha, em Mirandópolis-SP.

Mesmo reunindo as coisas que para muitos são as mais importantes, como saúde, juventude, riqueza, beleza, fama e poder, as pessoas ainda não se dão por felizes, e muitas põem a existência corporal a perder.

A vida é una e nunca se extingue – precisamos nos convencer de que somos espíritos e temos um corpo físico emprestado. Portanto, gravemos em nosso ser que as coisas mais belas da vida não são as coisas materiais e temporais, são as pessoas, os relacionamentos, as amizades, a prática da bondade, os sentimentos cultivados na justiça e as alegrias e sorrisos que conseguimos multiplicar através da fraternidade.

É uma decepção, momentânea para todos, saber que aquelas pessoas investidas de poder e que deveriam oferecer segurança para nós estão se corrompendo.

Houve o caso de um militar brasileiro, que será julgado por um tribunal espanhol, preso com 39 quilos de cocaína no aeroporto de Sevilha, em 25/06/2019, quando viajava a bordo de um avião da Força Área e integrava a comitiva presidencial. O Ministério Público da Espanha pede para o sargento Manoel Silva Rodrigues uma condenação de oito anos de prisão e o pagamento de multa de 4 milhões de euros (R$ 18,5 milhões).

A investigação determinou que a droga seria “vendida a terceiros”, mas não foi possível identificar se os compradores pertenciam a algum grupo de Sevilha, se estão na Espanha ou em outro país.

Será que vamos um dia acordar de nossas ilusões, como indivíduos? Esse oficial acreditava que teria vantagens pessoais com isso, mas a descoberta do esquema derrubou sua ilusão.

Será que nós, individualmente, acreditamos que é melhor fazer o bem, ser honesto e justo do que viver de ilusão? O conhecimento aliado à espiritualidade é luz.

Acredito que, mais cedo ou mais tarde, um dia todo mundo vai acordar.

A evolução é inexorável, e quando a luz começa a bater mais intensamente, ela entra nas mentes e não tem como continuar dormindo ou sonhando.

A vida e o tempo são os dois maiores professores. A vida é imortal e nos ensina a fazer bom uso do tempo, enquanto o tempo é irrecuperável e nos ensina o valor da vida.

A escola informa, instrui; a vida forma, educa. Somente a educação moral, espiritual e ética farão a diferença.
Precisamos de poucas coisas para viver bem. Logo se descobre que rico é aquele que se satisfaz com o que tem e vive com a consciência em paz.

ARTIGO escrito por Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo é especialista em dependência química pela USP/SP-GREA
Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal. São de inteira responsabilidade de seus autores.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar