CapivariRegião

Professora de Capivari é reconhecida em Monte Mor por aulas online para alunos especiais

Professora-Maria-Ap.-Datti-Pacheco-Paviotti
Professora Maria Ap. Datti Pacheco Paviotti (Foto: Reprodução/Facebook)

A Escola Estadual Carmela Chiara Ginefra da cidade de Monte Mor, durante essa quarentena, preparou atividades exclusivas online para alunos que possuem necessidades especiais.

A diretoria e o corpo de professores se preocuparam com os alunos especiais da cidade. Procuraram fazer adaptações para que eles tivessem a oportunidade de realizerem atividades online.

Maria Ap. Datti Pacheco Paviotti é professora de educação especial na escola e moradora de Capivari. Ela coordena o projeto juntamente com os outros profissionais da Carmela.

O projeto das aulas especiais online é realizado através do centro de mídias do Estado de São Paulo. Os professores fizeram adaptações nessas aulas para que os alunos com necessidades especiais também possam acompanhar. Eles estão tendo excelentes resultados com a estrutura e a pedagogia utilizada nessas aulas.

As aulas foram montadas por todos os professores, de todas as disciplinas oferecidas para esses alunos, que estudam no 1º e 2º ano do ensino médio. O conteúdo das aulas é impresso em apostilas e juntamente é realizado um vídeo com a explicação das atividades a serem realizadas.

O material impresso é entregue a família e as famílias acessam as vídeos aulas através do Centro de Mídias. Após a execução das atividades elas são devolvidas para a escola para correção.

A escola Carmela se preocupa sempre com todos os alunos de maneira individualizada, para que eles aprendam e desenvolvam seu potencial máximo. Essa é uma preocupação clara, enfatizada pela responsável pelo projeto, a professora Maria Ap. Paviotti.

 

A Tecnologia é uma aliada no aprendizado

Após o início da pandemia causada pelo Covid-19, a tecnologia vem sendo utilizada como uma ponte importante para o aprendizado dos alunos.

Infelizmente, os alunos não conseguem mais ser integrados ao convívio escolar e a tecnologia vem desenvolvendo um papel fundamental para que o ensino continue a ser realizado.

“Quando falamos nos casos dos alunos com necessidades especiais, a tecnologia nos permite continuar a realizar um acompanhamento próximo através dos vídeos. Os alunos se sentem cuidados e amparados dessa forma, e entendem que apesar de tudo que está ocorrendo eles ainda estão inseridos dentro da escola”, relata a professora.

A tecnologia é uma excelente ponte entre as aprendizagem e adaptações curriculares que são realizadas em conjuntos com os professores da escola Carmela.

Segundo a professora Edirose da Silva França Santos, as aulas são planejadas e em cada atividade, são realizadas as adaptações necessárias para que os alunos possam aprender da melhor forma possível.

 

Aulas agendadas

Cada aluno recebe atenção individualizada do seu professor, mediante a disponibilidade de horário, combinado antecipadamente com a família e o professor. Assim, as vídeos chamadas acontecem de maneira individualizada para cada aluno, de acordo com as suas necessidades.

Outra professora envolvida no projeto, Deyse Leite Guedes, explica que as aulas seguem um planejamento. Nessas aulas devem participar professores e auxiliares, além do aluno. O aluno recebe presença para essa aula, mediante a entrega das lições e as visualizações das vídeos aulas e vídeos chamadas.

Os estudantes vão até a escola para retirar seu material impresso, observando as condições de segurança exigidas pela Secretária de Saúde. Apesar da dificuldade de aprendizagem que esses alunos possuem, eles têm se esforçado ao máximo para continuar os estudos. E seus esforços tem sido recompensado pelos bons resultados que tem se observado.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar