DestaquesRegião

Rafard e Capivari anunciam medidas de retorno gradual das aulas presenciais

Daqui duas semanas, alunos começam a voltar para as salas de aula em Capivari; Rafard anuncia medidas, mas não definiu como será retorno

O Governo do Estado de São Paulo determinou o início do Ano Letivo 2021 para o dia 1º de fevereiro em todas as escolas do estado. A determinação está no Decreto 65384/2020, que dispõe sobre a retomada das atividades presenciais no contexto da pandemia da COVID-19.

A decisão vale tanto para as escolas estaduais, como também para as municipais. Para os municípios na fase amarela, como Rafard e Capivari, a capacidade de ocupação deve ser de até 70% dos prédios escolares.

Com a data estabelecida, as Diretorias Municipais de Educação estão na corrida para adequar suas escolas e, ainda em meio a pandemia, cumprir o calendário de retorno às aulas, com pelo menos parte delas presenciais.

Em Capivari, as aulas começam, desde a Pré-Escola até o Ensino Fundamental, no sistema remoto, sem a presença dos alunos nas salas de aula. Depois de duas semanas, dia 15 de fevereiro, elas passam a ser no sistema híbrido, que é quando parte das aulas são nas escolas e parte em casa. Passados mais 13 dias, do método híbrido, haverá uma nova avaliação e replanejamento.

Rafard ainda não divulgou 100% do planejamento do retorno às aulas presenciais nas unidades municipais. De acordo com a Diretoria Municipal de Educação, as aulas também estão previstas para 1º fevereiro, porém, com capacidade reduzida e adaptações que, ainda, serão anunciadas nos próximos dias.

Ainda na Cidade Coração, segundo informações, a Rede Municipal de Educação adotará mudanças no transporte escolar, alimentação e distribuição dos alunos, para manter o distanciamento.

Nas duas cidades, foram anunciadas as compras de equipamentos de segurança individuais (EPIs), álcool em gel, totens e tapetes de higienização e placas de acrílico para instalação em pontos estratégicos. Rafard e Capivari também anunciaram que estão capacitando os funcionários, professores e demais membros das equipes escolares que terão contato com os alunos.

Em Mombuca, ainda não foram anunciadas medidas referentes o retorno das aulas. O nome do novo diretor de Educação deverá ser divulgado na próxima semana pelo governo municipal.

volta-as-aulas-coronavirus-são-paulo
Alunos matriculados nas escolas estaduais e municipais devem retomar estudos em fevereiro (Foto ilustrativa)

Números

Segundo dados divulgados em dezembro de 2020, só na Rede Municipal de Educação de Capivari, o número de alunos que tiveram as aulas presenciais suspensas chega a pouco mais de 6.600, entre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Em Rafard, em torno de 900 alunos entre Pré Escola e Ensino Fundamental estão sem aulas presenciais.

Creches

O Ensino Híbrido não será válido para as creches, uma vez que existem restrições quanto ao uso de máscara por idade, com análise clínica, etc.

Com relação ao retorno do funcionamento das creches, a diretora de Educação de Rafard afirma que está estudando as possibilidades, mas que ainda não tem data definida.

“O retorno das creches é algo bastante delicado ainda. Sabemos de toda a problemática das mães que precisam das creches para trabalharem, mas também temos que ser responsáveis em relação à saúde de todos. O distanciamento torna-se impossível para as crianças dessa idade, dessa forma estamos estudando a melhor alternativa para um retorno seguro”, disse Cristiane Pellegrini Rossi.

Escolas Estaduais

As escolas estaduais de Capivari que terão retorno das aulas presenciais no dia 01 de fevereiro são: Padre Fabiano, Padre Carreta, Maria Januária e Waldermar Thomazine, sendo que os responsáveis dos estudantes dessas respectivas escolas deverão se informar sobre seu funcionamento nas próprias Unidades Escolares e/ou na Diretoria de Ensino de Capivari.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo