DestaquesRafard

Rafard elege dois pastores evangélicos

Segunda-feira, 30 de novembro, é comemorado o Dia do Evangélico. É bem fácil perceber que, entre os brasileiros, vem crescendo o número de pessoas adeptas às igrejas evangélicas. Bem mais comum e notório, é o número de novas igrejas evangélicas que surgem a cada ano em cidades da região, como Rafard e Capivari.

O Censo, de 2010, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) já mostrava um crescimento no número de evangélicos em todo o país. A porcentagem chegou a 22% da população brasileira, um montante de 42,3 milhões de pessoas.

Dados mais recentes foram divulgados em janeiro deste ano. O Datafolha, um instituto de pesquisas que pertence ao Grupo Folha, apontou que o número de brasileiros que se autodeclaram evangélicos só vem aumentando. A previsão, de acordo com dados da pesquisa, é de que em 2032, o número de evangélicos no Brasil ultrapasse o número de católicos.

Política

E a dinâmica da sociedade não para. Se cresce o número de evangélicos nos municípios, também cresce sua representação na política. Foi assim na cidade de Rafard, que nestas últimas eleições municipais, elegeu dois pastores para os próximos quatro anos do Legislativo.

Rogério Dias Rodrigues, é pastor da Igreja Assembleia de Deus Ministério de Madureira, em Rafard. Já Luís Fernando Zape, é pastor da Igreja Evangélica Moriah, no bairro Moreto, em Capivari.

pastores-eleitos-em-rafard-rogerio-e-luis-fernando
Rogério Dias Rodrigues e Luís Fernando Zape são pastores e foram eleitos para o cargo de vereador (Foto: Arquivo pessoal)

O que dizem os pastores eleitos

Para Rogério, este aumento no número de representatividade do público evangélico e um reconhecimento da Democracia.

“Fico feliz por ver acontecer, na prática, a Democracia. Agradeço a Deus pela oportunidade de representar os evangélicos no Legislativo e contribuir, não só com os evangélicos, mas com toda a nossa cidade de Rafard”, comentou.

Luiz Fernando Zape vê com positividade o aumento no número de líderes evangélicos no Legislativo de cidades como Rafard.

“Fico feliz com este cenário, pois reflete o engajamento do povo evangélico com a política. Essa conquista também abre portas para colocar o Legislativo em harmonia com o cenário social atual, dando o direito da representatividade para todos”, afirma o pastor ao citar Provérbios 29.2; que diz: “Quando o justo governa, o povo se alegra”, fazendo menção às expectativas de um mandato igualitário e com resultados positivos.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo