CapivariDestaques

Região vive momento delicado com aumento de casos de coronavírus

De acordo com boletim atualizado nesta terça-feira (16), subiu para 138 o número de positivados em Capivari e 14 em Rafard

Passados mais de 90 dias do enfrentamento à pandemia ao coronavírus em Capivari, pela primeira vez, as autoridades municipais se mostraram preocupadas com o avanço da doença na região.

No fim da manhã desta terça-feira (16), o prefeito de Capivari, Rodrigo Proença, a secretária de Saúde, Alessandra Fumiko Yatabe de Campos, e o médico Dr. Anibal Constantino Guzzo Rossi, anunciaram dados importantes sobre a Covid-19. As informações foram atualizadas durante a tradicional live no Facebook do prefeito.

Nove novos casos de coronavírus foram confirmados em Capivari. Agora, a cidade tem um total de 138 pessoas que testaram positivo para a doença. Destes, 2 pacientes estão internados na UTI da Unimed, 1 pessoa está em internação clínica e outras 65 se encontram em isolamento domiciliar.

Importante ressaltar que deste total de casos, mais de 50% já estão recuperados, ou seja, 70 pessoas já foram curadas. Outros 25 moradores aguardam resultados de exames, 3 delas estão em internação clínica e 22 em isolamento domiciliar.

Até o momento, 323 notificações de suspeitas da Covid-19 foram registradas pela Secretaria de Saúde de Capivari. Cerca de 50% também foram descartadas – 160 pessoas.boletim-epidemiológico-coronavírus-capivari-16-06-2020

Rafard

Na Cidade Coração, 27 casos suspeitos de coronavírus foram registrados pela Vigilância Epidemiológica de Rafard até a data de hoje (terça-feira, 16 de junho de 2020). Destes, 14 pessoas testaram positivo para a Covid-19. Outros 3 moradores aguardam resultados dos exames. Dez suspeitas de casos foram descartadas.

Do total de casos confirmados, 2 se encontram internados na UTI e outros 2 em isolamento domiciliar. A boa notícia é que 10 pacientes já estão recuperados da doença.

Das 3 pessoas que aguardam resultados de exames, 1 está em internação clínica e 2 em isolamento domiciliar.

Capivari e Rafard ainda não registram nenhum óbito decorrente do coronavírus.boletim-epidemiológico-coronavírus-rafard-16-06-2020

Centro de triagem

Segundo Alessandra Fumiko, o número de pessoas que passaram pelo centro de triagem do coronavírus em Capivari também aumentou expressivamente. Em abril, foram 162 atendimentos. Esse número dobrou no mês de maio, quando foram atendidas 330 pessoas.

Até o dia 15 de junho, 420 pessoas já passaram pela centro de triagem, ou seja, uma média de 28 pacientes por dia. Se essa média for mantida, Capivari pode fechar o mês com mais de 800 atendimentos no centro de triagem montado no pátio da Santa Casa de Misericórdia da cidade.

Desde que foi iniciado o atendimento no espaço, a secretária de Saúde informou que 913 pessoas passaram pela triagem. O grupo que mais adoeceu, apresentando algum sintoma gripal está concentrado na faixa etária de 20 a 39 anos, representando 55% do total. Em segundo lugar está o grupo de 40 a 59 anos, ocupando 25% do total de pacientes atendidos.

Outra informação é que a maioria das pessoas atendidas se concentram no Centro de Capivari (39%). O bairro Castelani ocupa a segunda posição, com 16%, seguido pelo bairro Padovani, com 12%.

No entanto, segundo Alessandra, 93% das pessoas atendidas pelo centro de triagem não necessitaram de internação clínica ou UTI.

Leitos de UTI Covid

O médico Dr. Anibal Rossi alertou para a ocupação dos leitos de UTI Covid. Na sexta-feira (12), apenas uma pessoa ocupava leito na Unimed. No fim da tarde do mesmo dia, o número de pacientes saltou para 7, sendo que 5 delas precisou ser entubada.

A Prefeitura de Capivari mantém uma parceria com o Hospital Unimed de Capivari, que oferece 20 leitos de UTI, porém, apenas 50% desses leitos são para pacientes com Covid-19, a outra metade dos leitos é destinada à pacientes com outros tipos de doença.

Outro detalhe é que o hospital também recebe pacientes de outras cidades, como Elias Fausto, Rafard e até mesmo Salto.

Anibal Rossi reforçou a importância da colaboração da população em respeitar a quarentena e manter os cuidados de higiene e distanciamento social, caso contrário, o colapso no sistema de saúde de Capivari será questão de tempo.

Segundo Rodrigo Proença, nesta terça-feira (16), 60% dos leitos de UTI Covid estão ocupados, ou seja, com 6 pacientes.

Custos

Durante a live, o chefe do Executivo capivariano foi questionado sobre os custos com pacientes na UTI da Unimed. Ele informou que, hoje, cada paciente custa R$ 3.200,00 por dia para os cofres públicos.

O município mantém uma parceria com o hospital há mais de 5 anos e, segundo Proença, essa parceria público/privada é a melhor opção para Capivari, já que o município só paga o que utiliza.

Proença explicou que a Santa Casa de Misericórdia possui 7 leitos preparados para funcionar como UTI, no entanto, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece (custeia) apenas R$ 1.600,00 por paciente/dia, sendo que o custo ultrapassa R$ 3.500,00 paciente/dia.

“A maior dificuldade em manter uma UTI funcionando na cidade não é a construção de leitos ou equipamentos e sim o corpo clínico para fazer funcionar e acompanhar os pacientes. O custo aproximado para isso em Capivari seria em torno de R$ 250 mil por mês, seja ele utilizado ou não”, esclareceu o prefeito.

Rodrigo Proença se prontificou a informar nas próximas lives o quanto o município está gastando com os leitos de UTI Covid na Unimed Capivari.

Segundo Dr. Anibal Rossi, um paciente com Covid-19 gasta em média, R$ 1 mil por dia apenas com oxigênio.

Assista a íntegra da live desta terça-feira (16):

Botão Voltar ao topo