Rafard

Saúde se mobiliza contra alto índice de ausências em consultas médicas

Imagem ilustrativa

Os números recolhidos pela Diretoria de Saúde de Rafard, em relação ao absenteísmo – pacientes faltosos as consultas médicas e exames –, continua gerando preocupação à Prefeitura. Além de comprometer a capacidade de marcação de consultas, dificultar o acesso de outros usuários ao sistema de saúde, aumentar o prazo de espera para a realização de consultas e procedimentos, pode reduzir o número de vagas disponibilizadas para outros tipos de agendamentos.

A ausência sem comunicação prévia, de no mínimo 5 dias, desencadeia uma série de perdas em toda a estrutura mobilizada em receber e atender o paciente. Se os setores ficam ociosos, as demais pessoas que necessitam de atendimento são atingidas de forma mais preocupante ainda, pois acabam na fila de espera por um período maior de tempo. Pelo menos 5 dias são necessários para a Central de Vagas reorganizar e remanejar outro paciente para o horário vago.

Só no último ano, de 01 de janeiro até 31 de dezembro, foram mais de 3.000 desistências, incluindo especialidades e agendamentos para exames de ultrassom.

Para tentar evitar isso, a Diretoria de Saúde entrega as filipetas para os pacientes com todos os dados da consulta, alertando sobre a possibilidade de desistência, além de um comunicado que fica destacado no papel da consulta.

Para facilitar no trabalho dos profissionais e contribuir com o bom atendimento de toda a população, o cancelamento de consultas e exames pode ser realizado na Unidade Básica de Saúde (UBS) ou por telefone (3496-7230).

“O exame que você falta, pode fazer falta para alguém. Esse é um gesto que pode salvar vidas”, reforça a diretora de Saúde, Veruscka Correa.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar