DestaquesRegião

Tarifas de pedágio terão reajuste em 1º de dezembro

As tarifas dos pedágios do trecho sob concessão da Rodovias do Tietê serão reajustadas à zero hora da próxima terça-feira, 1º de dezembro de 2020, conforme valores publicados no Diário Oficial do Estado na última sexta-feira (20).

Segundo a concessionária, a atualização da tarifa segue os critérios contratuais, com a correção de inflação pelo indicador econômico IPCA acumulado entre julho/2019 e junho/2020.

“O reajuste deveria ter entrado em vigor em 1º de julho, conforme estabelecido em contrato de concessão válido para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, mas foi postergado em razão da pandemia da Covid-19”, diz a nota da Rodovias do Tietê.

De acordo com dados da Agência Reguladora dos Transportes do Estado de São Paulo (ARTESP), as tarifas contratuais da Rodovias do Tietê foram reajustadas em 1,87%.

“O pedágio é a principal fonte de recurso para investimento em ampliação e modernização da malha rodoviária concedida no Estado de São Paulo, o que inclui obras de duplicação, manutenção, serviços de socorro médico, mecânico e inspeção de tráfego”, encerra a nota.

Confira a tabela com as tarifas que serão reajustadas nas nove praças de pedágio da Rodovias do Tietê:tabela-reajuste-pedágio-concessionária-rodovias-do-tietê

Programa de Concessões

A Rodovias do Tietê faz parte do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, responsável pela manutenção e operação de 415 quilômetros de rodovias: Rodovia Marechal Rondon (SP 300), Rodovia Prof. João Hipólito Martins (SP 209), Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP 101), Rodovia Bento Antônio de Morais (SP 101), Rodovia Dr. João José Rodrigues (SP 113), Rodovia Comendador Mário Dedini (SP 308) e Contorno de Piracicaba, Rodovia Ernesto Paterniani (SPI-162/308).

Da Redação

Valores abusivos frente ao que é oferecido e retornado aos motoristas que trafegam pelas rodovias da microrregião. Essa é a avaliação do jornal O Semanário perante a morosidade nos investimentos de ampliação e duplicação das rodovias, principalmente à SP-101 que liga Rafard a Tietê e também a SP-308, que liga Capivari a Salto.

O que se vê constantemente nessas rodovias, são acidentes, que muitas vezes tiram a vida de pessoas que estão voltando do trabalho ou das faculdades da região. Difícil culpar apenas a imprudências de motoristas apressados.

É preciso frisar que a tão prometida duplicação não sai do papel.

Por que as coisas não andam por aqui? Será falta de força política? Falta de vontade? Ou aqui nunca será prioridade para o Governo do Estado de São Paulo?

Fica aqui o desabafo e a cobrança deste veículo de comunicação, que ano após ano é obrigado a divulgar os constantes reajustes tarifários, sem qualquer atualização palpável dos investimentos necessários.

O Governo do Estado, sem capacidade de conservar as rodovias Paulistas, concede a permissão para empresas que assumem para fazer o que, na teoria, já pagamos através de impostos, mais especificamente o IPVA.

Dito isto, nos resta arcar, mais uma vez, com o ônus da ineficiência administrativa.

Botão Voltar ao topo