Capivari

Vereador José Eduardo de Campos Pacheco critica governo anterior por falta de gestão

Foto: Divulgação/Câmara de Capivari

A reprovação das contas da Prefeitura de Capivari referentes ao exercício de 2016 voltou a ser assunto na 15ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Capivari.

Em tribuna, o vereador José Eduardo de Campos Pacheco (PL) rebateu as críticas feitas pelo ex-prefeito Rodrigo Abdala Proença (PSDB) em uma entrevista na rádio, em que questionou o trabalho das Comissões de Justiça e Redação e de Finanças e Orçamento na análise do parecer do Tribunal de Contas.

Pacheco, que é presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, afirmou que todos os membros das comissões tiveram empenho e dedicação na análise dos documentos e disse que o verdadeiro problema foi a falta de gestão do ex-prefeito.

“Foi falado na semana passada sobre o recesso econômico. Não vejo a crise como empecilho, e sim como aprendizado. É no período de crise que somos obrigados a nos reinventar”, comentou.

Para o vereador, faltou investir em qualificação profissional para atrair novas empresas para o município e, assim, aumentar a arrecadação pública. Pacheco também falou sobre a opção do ex-prefeito em investir em obras no estádio Carlos Colnaghi, ao invés de investir em outras áreas.

“Por que não trazer novas empresas e construir um estádio?”, questionou. “Vamos investir no Asas [Associação de Serviço e Assistência Social], que está parado precisando de subvenção para retomar os cursos profissionalizantes.”

O vereador ainda criticou a administração passada por deixar “abandonados” o ginásio Ronaldão e o estádio Fernando de Marco, quando, na opinião do parlamentar, os R$5 milhões investidos no estádio Carlos Colnaghi poderiam ter sido divididos entre os demais espaços esportivos, para também serem usados como pontos de formação de atletas.

Por fim, falou sobre o alto número de servidores comissionados da época e fez uma comparação com o setor privado, cuja primeira ação, em momento de crise, é diminuir a folha de pagamento.

“Se a gente pensar no ‘nós’ ao invés do ‘eu’, é muito mais fácil de acertar”, declarou Pacheco, ao mencionar que a prioridade é cuidar do coletivo.

Santa Casa

Pacheco parabenizou todos os funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Capivari, em especial os diretores Ademar Kerche e Valter Albuquerque:

“Estão prestando um excelente trabalho, não apenas nos atendimentos, mas na gestão. Fazia tempo que a Santa Casa não tinha uma administração coerente nas decisões”.

Botão Voltar ao topo
Skip to content