DestaquesMombuca

Vereador por 16 anos, Formiguinha se diz preparado para assumir chefia do Executivo

O vereador mombucano, Rogério Ap. Alcalde, o Formiguinha, concedeu nesta semana, entrevista exclusiva ao Jornal O Semanário. Ele é o atual presidente da Câmara Municipal e, na última eleição, foi eleito prefeito de Mombuca.

Formiguinha comentou sobre suas ações à frente do Legislativo e falou sobre as expectativas para o próximo ano, a começar pela chefia do Executivo.

Confira a íntegra das respostas, com as opiniões do político.

formiguinha-prefeito-de-mombuca-entrevista
Depois de 4 mandatos como vereador, Formiguinha foi eleito prefeito da cidade de Mombuca (Foto: Arquivo pessoal)

O Semanário – Nos seus dois anos de presidência da Câmara, como avalia a relação entre o atual governo municipal e o Poder Legislativo? Foi uma relação positiva? Há pontos que poderiam ter sido diferentes?

Formiguinha – A avaliação é de que houve o fiel cumprimento da Lei Orgânica do Município e do Regimento Interno da Câmara, que passaram a ser cumpridos à risca, quanto à tramitação dos projetos de lei encaminhados pelo Poder Executivo. Os prazos sempre foram cumpridos, os projetos de Lei não eram encaminhados para a votação em Plenário sem antes passarem pelo Parecer das Comissões Permanentes e, nem por isso, houve abalo na relação entre Poder Executivo e Poder Legislativo. Foi uma relação de coerência e as alterações ao longo do meu mandato como presidente surtiram um efeito positivo. Não tinha como ser diferente.

O Semanário – Cite as principais conquistas dos seus dois anos de Presidente da Câmara em Mombuca.

Formiguinha – No início do meu mandato eu disse que meu principal objetivo era aproximar o Legislativo da população, e consegui. As sessões ordinárias que eram realizadas às terças-feiras, quinzenalmente, às 18h, passaram a ser realizadas aos sábados, às 9h. O projeto de alteração do horário das sessões, idealizado pelos vereadores da base atual, foi aprovado em 2018 pela maioria dos vereadores. Muitos mombucanos pediam para mudar o horário para poderem participar, e assim conseguimos, pela primeira vez, realizar num sábado, atendendo pedidos e obtivemos maior adesão de público. Além disso, tinha uma grande vontade de transmitir ao vivo as sessões, o que muitas Câmaras vizinhas já haviam implantado e aqui em Mombuca não havia nada do tipo. Com o auxílio dos funcionários do Legislativo, conseguimos implantar o canal da Câmara Municipal no YouTube, e por um custo baixíssimo com aquisição de equipamentos, passamos a transmitir ao vivo todas as sessões camarárias, que são retransmitidas pelo Facebook, e estão disponíveis para serem acessadas a qualquer momento. Ou seja, consegui desenvolver junto uma transparência ampla dos trabalhos dessa Casa de Leis. Outro objetivo foi desenvolver uma política de austeridade, conseguindo devolver no final de 2019 aos cofres municipais o montante de R$ 91.400,91, sendo o maior montante economizado até hoje pelo Legislativo de Mombuca. São recursos que integraram o Orçamento da Casa e que, por medidas de contenção de despesas, voltaram à prefeitura. Meu objetivo era realizar um trabalho transparente, honesto, aproximando a população dos trabalhos do Legislativo, e tenho a plena consciência que como pela primeira vez como presidente, alcancei.

O Semanário – O que estava entre suas prioridades de presidente da Câmara e que não será possível concretizar até o dia 31 de dezembro? Quais os principais motivos que o impediram de conquistar estas prioridades?

Formiguinha – Minha prioridade foi estabelecer maior proximidade do Legislativo com a população, utilizando os meios de comunicação, principalmente, das mídias sociais que são tão utilizadas para se comunicar e de fácil acesso para a maioria da população, que hoje está conectada quase que instantaneamente, absorvendo os diferentes tipos de informações. Eu queria aproveitar essa comunicação em massa para disseminar e valorizar o trabalho do Legislativo. E consegui.

Conseguimos desenvolver esse projeto de transmitir ao vivo as sessões, que ficam posteriormente dispostas no canal via YouTube, e que muito bem aceita pela população, principalmente, neste momento de pandemia, nos foi de utilidade essencial para que pudéssemos comunicar e interagir.

Projeto que acredito que irá permanecer nas próximas gerações de Presidentes, pois é uma inovação sem volta. A transparência é um dos pilares do Órgão Público, trabalho que já havia sendo realizado, mas que ampliamos as possibilidades de acesso. Além do novo horário da realização das Sessões Camarárias, implantado pela atual Mesa, que foi solicitada pela população.

Acredito que minhas prioridades foram alcançadas, trabalhei com uma política de austeridade, fiscalizei, votamos os projetos que acreditamos ser importantes e coerentes ao município, e aos que não eram de relevância, estudamos, adaptamos, e tenho a plena consciência que o trabalho que desenvolvemos nestes dois anos à frente da Presidência esteve dentro das funções da Câmara e dos meus propósitos.

O Semanário – Encerrando seu mandato à frente do Legislativo, você assumirá o comando da Prefeitura de Mombuca, como pretende conduzir a relação do Executivo com o Legislativo a partir de 2021?

Formiguinha – Foram 16 anos no Legislativo. Casa onde aprendi tudo o que sei, foi minha escola. Cresci como pessoa, como pessoa pública. Foram 4 mandatos trabalhando com um só propósito. Participei de inúmeras votações de projetos importantes e conheço cada um desses que passou por essa Casa de Leis. Disputei, e por 4 vezes fui o vereador mais votado nas eleições, o que aponta que meu trabalho estava na direção certa.
Foi na Câmara que ganhei o voto de confiança do Mauro da Costa, então presidente, quando acreditou no meu trabalho e votou em mim para a cadeira mais importante, e assim passei a ser um administrador e concretizar meus planos. Depois ele me concedeu o privilégio de ser o meu vice, abraçando mais uma vez meus propósitos e juntou forças em nossa campanha eleitoral.

Após 16 anos coloquei-me à disposição do município como candidato à Prefeito, pois, me senti preparado, com propostas dentro do orçamento público e da realidade nossa. Não almejo status em minha cidade, onde eu nasci, cresci e aqui estou. Devo muito ao Legislativo e tenho o dever de respeitar tudo que aprendi com essa Casa de Leis. Vou conduzir da melhor maneira possível a relação entre Executivo e o Legislativo. Despeço-me da Câmara, mas pretendo andar lado a lado com os vereadores, na busca de um único propósito. Não vou ser prefeito de partido, vou ser o prefeito de todos, não vai ter revanchismo, rivalidades, quero governar para todos, sem maldade e sem perseguição. O que pretendo é trabalhar com respeito e dignidade com o dinheiro público, que é de cada mombucano que trabalha, que paga seus impostos e que é depositado em nossa cidade.

Quero o melhor para a população. O verdadeiro mombucano tem que torcer para que o governo vá bem. Vou precisar de todos os vereadores eleitos e vou fazer um governo lado a lado da população mombucana. Vou escutar e entender o que a população necessita, e para isso preciso do Legislativo, porque não está só em minhas mãos. Farei o possível e o impossível para fazer a melhor gestão dessa cidade, tenho obrigação de fazer melhor.

O Semanário – Que mensagem você deixaria para os próximos vereadores eleitos que ocuparão as nove cadeiras do Legislativo mombucano?

Formiguinha – Gostaria de reiterar que o vereador tem que trabalhar para o município. Peço a eles que continuem a fiscalização do trabalho feito pelo Executivo, assim como sempre priorizei em meus anos neste Legislativo, pois, o fiz com transparência e legislei a favor da população, já que somos representantes eleitos pelo povo. Que as decisões respondam às necessidades e anseios do povo mombucano, prevalecendo o interesse coletivo. Que eles me fiscalizem e me auxiliem na tomada de decisões e na busca de melhorias para o município. Parabenizo os senhores vereadores eleitos, e considerem a porta da prefeitura sempre aberta para todos os que precisarem e ao que estiver ao nosso alcance, para juntos possamos fazer um trabalho jamais visto em prol do povo mombucano.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo