Capivari

Vereadora Paloma trata sobre inclusão com educadoras e mães

Na segunda-feira, 04, a vereadora Paloma Tatiane da Silva (PP) participou de uma reunião na Secretaria Municipal de Educação com a supervisora de educação especial/inclusiva, Daniele Aparecida Biondo Estanislau, a assessora Letícia de Góes Peressim Travaioli e duas mães de alunos com deficiência. O objetivo do encontro foi o de discutir ações que possam melhorar a inclusão nas escolas municipais.

Segundo a vereadora, alguns pedidos foram feitos às educadoras, dentre eles para que as famílias tenham maior suporte da gestão escolar; para que o professor auxiliar possa ficar até dois anos com o mesmo aluno para fortalecer o convívio entre ambos – opção que já estava sendo estudada pela Secretaria; e para que seja criado um núcleo contendo todos os serviços necessários, como fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicopedagogia e nutrição.

Vereadora Paloma com educadoras e mães. Foto: Divulgação/Câmara de Capivari

“Vários assuntos importantes foram debatidos na reunião. Confesso que algumas questões preocuparam as mães e a mim.

Foi nos passado de que, por conta do grande número de alunos de inclusão, possivelmente será preciso que um auxiliar fique responsável por dois ou três alunos.

Esperamos que a Secretaria consiga pensar em uma estratégia para resolver esse problema, para que o ensino dessas crianças não seja penalizado.

Sem contar a baixa procura dos professores em participar das capacitações de inclusão e preparação para que o conteúdo da apostila seja adaptado”, detalha Paloma.

Indicações

Em tribuna, na noite de segunda-feira, a vereadora Paloma comentou sobre duas indicações de sua autoria. A primeira é para que sejam apagadas as luzes dos prédios públicos que não estão sendo usados, com intuito de gerar economia.

A outra – feita em parceria com o vereador Denilton Rocha (MDB) – é para que a Secretaria de Cultura e Turismo promova o Concurso Miss Pérola Negra.

Segundo a parlamentar, antigamente esse concurso era realizado nas escolas, com a arrecadação de alimentos. A sugestão é de que a coleta de alimentos continue, mas que o concurso seja aberto ao público.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Skip to content