DestaquesRafard

Vereadores votam contra a terceirização do sistema de água e esgoto em Rafard

josé-luiz-cabral-superintendente-do-saae-capivari
José Luiz Cabral se posicionou contra a privatização e abriu as portas para ajudar Rafard (Foto: Túlio Darros/O Semanário)

Os vereadores de Rafard votaram na terça-feira (26) o projeto que tinha a intenção de privatizar a concessão do sistema de água e esgoto da cidade. O parecer contrário da Comissão de Finanças e Orçamentos foi aprovado por unanimidade.

A justificativa apresentada pela Prefeitura de Rafard para o projeto, foi a insuficiência do faturamento mensal para manter o serviço sendo executado normalmente.

O desencadear da história teve início na sessão ordinária do dia 12 de novembro, onde a propositura, que previa a concessão de saneamento de água e esgoto para a empresa SANASA Campinas pelos próximos 30 anos, foi apresentado pelo Executivo.

A apresentação logo dividiu opiniões dos vereadores, sendo Fábio dos Santos o mais enfático em suas opiniões, posteriormente recebendo apoio do parlamentar Mario Severino da Silva. “Espero que as audiências públicas que serão realizadas, não sejam apenas para cumprir etapas de um plano de terceirização, e sim, que sejam uma forma de nortear qual direcionamento devemos seguir” disse Fábio em entrevista nas rádios Raízes FM e R FM.

Em declarações anteriores, o prefeito de Rafard, Carlos Roberto Bueno, comunicou ter debatido ferrenhamente o assunto com os vereadores e quando questionado, relatou a atual situação da rede de saneamento da cidade.

“Com a atual situação da rede de água, a canalização tem se demonstrado deteriorada pela ação do tempo, demandando altos custos para reparos, danificações asfálticas e paralisações indesejadas no fornecimento de água, acarretando transtornos à população e ainda impede uma maior capacidade em atrair novos investidores que queiram instalar empresas na cidade”.

No dia 26, pouco antes do parecer ser votado em sessão plenária, o superintendente do Serviço Autônomo de Água de Capivari (Saae), José Luiz Cabral, participou de uma reunião aberta ao público, no plenário da Câmara, com a finalidade de debater o futuro do saneamento em Rafard, esclarecendo sobre a privatização de sistemas de água e esgoto.

Cabral não hesitou em se posicionar contra a privatização. Ele utilizou argumentos para justificar o déficit alegado pela prefeitura para a criação do projeto.

“Quando todos pagam, todos pagam menos”, afirmou.

A sugestão do gestor foi a criação de uma autarquia.

“A criação de uma autarquia seria o ponto inicial, isso é importante porque muda o prefeito, mas o foco continua. Não tem interferência política”, explicou Cabral.

Ele também foi enfático em dizer: “depois que privatizar você (morador) passa a falar com o 0800”.

A reunião foi o empurrão necessário para que o projeto, já impopular, fosse rejeitado pelos vereadores.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar