DestaquesRegiãoSaúde

90% da chance de cura do Câncer de Próstata está no diagnóstico precoce

Para os homens é tempo de superar os tabus e procurar um médico urologista

Novembro está chegando ao fim, mas a prevenção ao Câncer de Próstata e os cuidados com a saúde do homem em geral valem para o ano todo.

Ele é silencioso e pode ocorrer em casos agressivos, intermediários ou pouco agressivos. Os principais fatores de risco para o Câncer de Próstata são a idade e o histórico familiar.

O Ministério da Saúde orienta que os homens entre 40 a 45 anos, ou que tenham histórico da doença na família em parentes de primeiro grau como pai ou irmão, procurem um médico urologista e peça uma avaliação.

Dr. Leonardo Oliveira Reis, médico Urologista (Foto: Reprodução/Internet)

“A análise do histórico do paciente é fundamental para o diagnóstico precoce do Câncer de Próstata. Esse diagnóstico é feito caso a caso, e quando o câncer é identificado na fase inicial, as chances de cura são de 90%, mas se ele já estiver avançado, este índice caí para 10%”, explica o médico urologista, Dr. Leonardo Oliveira Reis.

Dr. Leonardo, como é conhecido em Capivari, atua há 14 anos na área. Ele faz atendimentos em consultório e também é professor livre docente em Urologia na Unicamp e PUC-Campinas. O médico é um defensor do diálogo entre o médico e o paciente para se ter resultados eficientes no tratamento dos possíveis casos do Câncer de Próstata.

“Nem sempre o homem que tem um pai ou irmão que teve o Câncer de Próstata, também terá o mesmo tipo de problema. O diálogo entre o médico e o paciente é fundamental para definir o momento ideal para começar os exames. O diagnóstico precoce é o principal aliado para combater este tipo de câncer”, defende o especialista.

Entre as principais ferramentas da medicina para diagnosticar e tratar o Câncer de Próstata, Dr. Leonardo destaca duas. São elas, os exames de sangue de PSA (Antígenos Específicos da Próstata), que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata, e o exame de toque retal, que avalia o tamanho e textura da próstata, e que pode identificar a presença de possíveis nódulos.

Para o médico urologista, a Campanha Novembro Azul é uma oportunidade de motivar e orientar os homens sobre a necessidade do diagnóstico precoce, da superação dos tabus e preconceitos e da busca pela melhor qualidade de vida. “Buscar orientação médica é a melhor forma de combater o Câncer de Próstata e ter mais chances de saúde e qualidade de vida”, reforça o Dr. Leonardo.

Campanha tímida

Em Rafard, a Diretoria de Saúde informou que, por conta da pandemia da COVID-19, foram suspensas as atividades externas de orientação e prevenção da Campanha Novembro Azul.

Segundo a diretoria, durante este mês de novembro foram feitos os exames de PSA (Antígenos Específicos da Próstata) com pedidos retirados direto com a Enfermagem. Após avaliação médica, dos 30 exames feitos pelo Laboratório da Unidade de Saúde, 23 foram considerados livres (sem indícios do câncer de próstata), os outros 7 foram encaminhados para atendimentos de referência na região.

Além dos exames, a Diretoria de Saúde informou que os pacientes homens com mais de 50 anos, que passaram pela Unidade Básica de Saúde durante o mês de novembro, receberam orientações sobre o assunto.

Em Capivari, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a pandemia do Coronavírus também obrigou o cancelamento das atividades do Novembro Azul. As orientações ficaram limitadas aos comunicados através dos meios de comunicação.

A secretaria orienta os homens que precisarem de orientações ou que desejam fazer os exames de diagnóstico, que procurarem o médico do posto de saúde e agenda uma consulta.

Os exames de PSA (Antígenos Específicos da Próstata), quando solicitados pelo médico, são feitos no Laboratório Municipal da Secretaria de Saúde.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo