Capivari

Campanha “Seja amigo da sua voz”

Com o tema “Seja amigo da sua voz”, o Setor de Fonoaudiologia do Ambulatório da Saúde Mental de Capivari promove a partir da segunda-feira, 16, a “Campanha da Voz”, em comemoração ao Dia Mundial da Voz.
A campanha se estenderá até o final de abril e destina-se aos profissionais que se utilizam da voz, como professores, cantores, radialistas, atendentes, telefonistas, entre outros.
O objetivo da campanha é a mobilização e prevenção para os cuidados com a voz.
Nos dias 19 e 20 de abril serão realizadas palestras em dois horários: às 9h e às 14h, para atendentes das Secretarias da Educação, Saúde, dos hospitais municipais e demais interessados. Os participantes responderão um questionário que servirá de encaminhamento, caso seja detectado algum problema grave. Na ocasião, as fonoaudiólogas estarão realizando avaliações a partir dos questionários respondidos, para averiguar rouquidão e problemas vocais.
Para participar das palestras, os interessados devem entrar em contato com o Ambulatório de Saúde Mental, localizada na rua Valdir José de Matos, 30, bairro Nova Capi ou pelo telefone (19) 3492-4199. As vagas são limitadas.

Atenção para a voz
Sabe-se que uma voz saudável é aquela que atende plenamente às necessidades profissionais e pessoais do falante e se mantém sem dificuldades no decorrer da vida. A voz recebida pelo ouvinte deve transmitir a intenção do falante, ser ao mesmo tempo clara e limpa, a fim de fazer da comunicação uma situação agradável. Algumas vezes, no entanto, a voz pode dar sinais de estar sofrendo alguma alteração merecedora de cuidados e atenção. Vários desses sinais servem como alerta: rouquidão, aspereza, emissão com muito esforço, cansaço vocal, falhas na voz, perda da voz no final ou meio da frases, enfraquecimento da voz, sensação de aperto na garganta, dor na garganta, respiração curta enquanto fala, secura na garganta e pigarro constante.
Pessoas que apresentam mais de três desses sintomas podem apresentar um desequilíbrio na voz levando a um desgaste e redução no rendimento vocal. Nesse caso, a avaliação com um especialista (médico otorrinolaringologista e fonoaudiólogo) pode ser necessária. As ações coletivas de saúde podem prevenir a instalação da patologia vocal. Os cuidados com a voz devem ser orientados precocemente. Espera-se, contudo, que muitos voltem suas atenções a esse problema.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo