Rafard

Cartório registra menos nascimentos

A tabeliã do Cartório de Registro Civil de Rafard, Rosane Mila Peixoto, afirma que muitos cidadãos de Rafard estão registrando seus filhos em Capivari.
Em entrevista à Rádio R FM na terça-feira, 13, a tabeliã contou que isso se deve ao fato de que Rafard não tem maternidade.
Para Rosane, a curto prazo, a queda no número de registros de nascimentos não tem nenhum reflexo. Futuramente, esse número poderá prejudicar o município perante o censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que realiza, dentre outros, o cálculo do número de habitantes de uma cidade.
A tabeliã, que veio de São Paulo para Rafard, afirma que isso é negativo para o município, pois pode dificultar a captação de recursos junto aos governos do Estado e Federal, dentre outras instituições.
A paulista, que é advogada e pianista, conta que se apaixonou pela Cidade Coração e que acredita ser um dos melhores lugares para se viver. “Aqui a gente respira, anda pelas ruas, vai a pé ao trabalho. Em Rafard eu tenho qualidade de vida”, fala.
Rosane participou, na sexta-feira, 9, do evento Mulheres em Destaque, promovido pela Prefeitura Municipal de Capivari, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Ela e a mãe, que é cantora lírica, emocionaram o público presente.
A tabeliã informa que a certidão de registro civil de nascimento é direito de todos. Ela é gratuita e para realizá-la o interessado deve se apresentar ao Cartório da cidade, munido da guia amarela de nascimento com vida, expedida pela maternidade, documento de identidade e comprovante de residência. Quem é casado pode ainda apresentar a Certidão de Casamento.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET