DestaquesMombuca

Covid-19: casos disparam e prefeito decreta toque de recolher na cidade

Na tarde de terça-feira (1), a Prefeitura de Mombuca decretou toque de recolher das 19h às 5h da manhã. A medida, segundo o governo municipal, é por conta do aumento do número de contaminações pela Covid-19 entre os moradores, aliada a falta de leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratamento dos casos mais graves.

Mombuca registra um avanço cada vez mais crescente nos casos de coronavírus. O último boletim da Diretoria Municipal de Saúde informa que o município já passou dos 300 contaminados, com outros 15 exames suspeitos. Cinco óbitos pela doença foram confirmados e outras duas mortes suspeitas aguardam o resultado de exame.

O Decreto 1804/2021, já está valendo e tem vigência para os próximos 15 dias. Ele também prevê outras medidas restritas de circulação. Bares e lanchonetes só poderão funcionar em sistema de delivery, os cultos e missas estão proibidos.

Neste período de restrições mais rígidas, os funerais estão limitados ao tempo máximo de três horas, com a presença de apenas 10 pessoas no local.

Os estabelecimentos autorizados a funcionar devem observar restrições e medidas sanitárias. Supermercados, padarias, postos de gasolina, distribuidoras de gás, farmácias e agropecuárias estão obrigados, de acordo com o Decreto, a limitar a entrada de pessoas, com a lotação máxima de 50% de sua capacidade.

O Serviço Municipal de Saúde ampliou o atendimento médico até às 19h, com a contratação de mais profissionais, para atender a demanda da Covid. Os atendimentos dos casos suspeitos são feitos na tenda montada ao lado da Unidade de Saúde, e os pacientes com sintomas mais graves são encaminhados para a Santa Casa de Misericórdia de Capivari, hospital de referência do município.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Botão Voltar ao topo
Skip to content