Editorial

Editorial

Não é um mal restrito a Capivari: a falta de incentivos e investimentos em esportes e lazer existe por todo o país. Mesmo assim, há exemplos de superação. Um deles, e que merece enorme destaque, é a caminhada do Capivariano neste ano.
O time, graças a parcerias com empresas privadas, conseguiu se reforçar para a disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão e proporcionou ao município um clima de integração que há muito não se via.
Ficou claro o contágio da população pelas cores vermelha e branca. Famílias, idosos, crianças. Todos se envolveram pela bela campanha do time, que já garantiu o acesso à Série A3 e no domingo, em Limeira, pode conquistar o título da competição.
Além de estimular os jovens a praticar esportes e, assim, ocupar seu tempo livre – evitando eventuais envolvimentos com drogas ou más amizades, por exemplo –, o bom desempenho do Capivariano se tornou uma opção de lazer para toda a população.
O esporte, mesmo sendo quase sempre o “patinho feio” dos governos, recebendo as menores fatias dos orçamentos, por vezes, com o esforço e dedicação de alguns, consegue se sobressair. E o melhor: fazer bem a toda uma cidade.
Talvez esteja na hora de os municípios reverem como lidam com este assunto e investirem um pouco mais. Esporte e lazer são sinônimos de alegria e bem-estar. E como muita coisa por aqui se resume a interesses políticos, fica a lembrança: cidadãos satisfeitos podem significar votos.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET