Editorial

Editorial

Mais indicado seria deixar sem resposta a tentativa direta de homens públicos de controlar o que se publica neste jornal. O silêncio, porém, seria o deleite de alguns. Mas, fique claro, falamos ao povo. Portanto, nosso compromisso é com a população, com nossos leitores.
Mesmo com intimidações, não é admissível que um veículo de comunicação deixe de exercitar seu papel constitucional e democrático. As tentativas de “alerta” daqueles que já temem o resultado das urnas em 2012 apenas maquiam a tentativa velada de censura, ameaçando o sagrado direito da liberdade de imprensa.
Este jornal serve para informar à população o que dela é de interesse, como corridas eleitorais. Se trabalho é feito pelos que governam nossas cidades, trabalho é mostrado. Se o que cabe a nossos governantes deixa de ser feito, isso também é mostrado. Não temos compromisso com A, B ou C. Mas, sim, com o povo, que é quem paga as contas.
Ora, vivemos em um Estado Democrático de Direito. A época do governo de um partido só, do autoritarismo, já ficou para trás. Alguns imagina-se, ainda não se deram conta disso. Com este texto, que reflete o entendimento editorial do jornal O Semanário, esperamos que, enfim, esclareça-se que, dentro dos parâmetros constitucionais, se escreve e divulga neste veículo o que é de interesse do povo, não de partidos políticos. Caso não tenhamos sido claros a aqueles que este editorial interessa , nos peçam, podemos desenhar.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET