CapivariRegião

Estelionatários usam nome da Apae para aplicar golpe

Mais uma vez os golpes em nome da Apae (Associação de Paes e Amigos dos Excepcionais) foram aplicados em Capivari. O caso foi registrado pela polícia.
O golpe aconteceu na quinta-feira, 5, às 11h51, contra duas empresas de Capivari, a Pantanal Pneus e a Raiapar.
De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia de Polícia de Capivari, a Pantanal Pneus recebeu um telefonema com voz feminina avisando que passaria na empresa para receber R$ 80,00. Em outro telefonema o presidente da Apae alertava para um golpe aplicado por uma mulher. Ela afirmava ser da Apae e orientando à empresa para que não efetuasse nenhum pagamento.
Um motociclista passou na Pantanal Pneus para receber o dinheiro, que foi pago, tendo a loja emitido um recibo. Depois disso, o motoboy foi até a Raiapar, que pagou R$ 20,00 e emitiu uma declaração de pagamento. A polícia foi acionada e, na companhia do motociclista, foi até a residência da autora, que afirmou arrecadar o dinheiro para a Apae. Ela negou estar praticando estelionato.
Há cerca de 15 dias, a Apae está alertando a população para a aplicação de um golpe, que segundo a direção, seria aplicado por uma mulher identificada como Cláudia.
A diretora da Apae, Rute Berto Siviero afirma que essa pessoa vem arrecadando dinheiro em nome da Apae desde o fim do ano. “Esse tipo de ação prejudica a arrecadação da Apae. Felizmente conseguimos avisar a última empresa, que fez a ocorrência na polícia, e que agora está tomando as devidas providências”, fala.

O telemarketing
Rute explica que o telemarketing da Apae é feito por uma funcionária, cujo nome é Ângela. Ela liga para as casas e para as empresas e oferece um carnê com o valor que o doador pode contribuir. São 12 parcelas naquele valor, e o contribuinte paga no banco da Credicap (Bancoob). “Pedimos o mínimo de R$ 7,00, mas a pessoa dá o quanto pode. Ela recebe o carnezinho em casa. Um entregador vai até a casa ou à empresa vestindo a camiseta da Apae. O nome do funcionário é Ednei. Caso o doador queira pagar direto à Apae, ele leva o recibo assinado pelo tesoureiro. Aí fica uma cópia com quem está contribuindo e uma cópia para a Apae”, fala.
Outra opção ou para esclarecer sobre qualquer dúvida, basta ligar para 3491- 6088 ou 3491- 7432, falar com Ângela ou Rute.

Lesão Corporal
Jovem pula de dentro de carro para fugir de companheiro
A.C.G., 18, pulou do carro do companheiro, um Citroen Jumper, em movimento, na sexta-feira, 6, às 10h30, na avenida Pio XII, nas imediações do bairro Pitangueiras, em Capivari.
A doméstica teria se recusado a ir à casa do sogro e, segundo a testemunha C.C.N., 24, que tentou segurar a vítima pelas pernas, ela pulou pelo vidro do passageiro e ao cair no chão bateu a cabeça.
A mulher foi socorrida pelo Resgate e, segundo o médico que a atendeu, Dr. Antonio Marcos, o estado dela é grave e por isso, está sendo mantida em coma induzido.
O caso está sendo investigado pela polícia.
No mesmo dia, a polícia atendeu um caso de violência doméstica na Avenida José Annicchino. K.M., 32, foi violentamente agredida pelo companheiro, M.D.C., 40.
Depois de receber chutes, socos e tapas, a vítima foi ameaçada de morte com uma faca. A violência só cessou após a mulher dar dinheiro ao companheiro agressor. Segundo ela, o dinheiro era para comprar drogas.
O autor é viciado e iniciou tratamento no CAPS. A vítima foi atendida no Pronto Socorro e está escondida do autor, pois ele ameaçou invadir a casa de familiares caso ela não voltasse para casa.
O crime, caracterizado na Lei Maria da Penha, está sendo apurado pela Delegacia de Defesa da Mulher.

Tráfico
O menor infrator W.P.S., 17, estudante, foi apreendido pela Polícia Civil de Capivari por porte ilegal de entorpecentes, na tarde de terça-feira, 10, no bairro Santo Antonio, em Capivari.
Segundo os policiais, o jovem demonstrou apreensão ao avistar a viatura da polícia e jogou um recipiente plástico num jardim. Ao averiguar, os investigadores constataram que se tratava de 3 saquinhos contendo crack, totalizando 31 papelotes. O menor confessou que a droga era dele.
O adolescente será apresentado ao Promotor de Justiça e à Juíza da Infância e Juventude da Comarca de Capivari.
Segundo os investigadores, esse menor já teria uma outra ocorrência pela mesma infração há cerca de 1 mês.
Ele poderá ser encaminhado para a Fundação Casa (antiga Febem).

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo