Região

Horário de verão mais longo da história termina neste domingo

O Horário de Verão termina neste domingo, 26, à 0h. Todas as pessoas que residem nos 16 estados que aderiram ao horário, deverão atrasar seus relógios em 1 hora.

O Horário de Verão, que começou no dia 16 de outubro de 2011, teve duração de 133 dias e foi prorrogado em uma semana devido ao Carnaval. É o Horário de Verão mais longo na história brasileira desde 1985.
Como em todos os anos, o principal objetivo do Horário de Verão, segundo o Governo Federal, foi fazer economia nas redes de transmissão de energia elétrica, principalmente nos horários de pico, compreendido entre o final da tarde e início da noite. Já que no verão os dias são mais longos e anoitece mais tarde, é possível se utilizar luz natural com maior frequência.
Em 2008, o Decreto 6558, expedido pelo Governo Federal, fixou o terceiro domingo do mês de outubro como data inicial do Horário de Verão e o terceiro domingo de fevereiro, como seu fim, ambos à 0h. O Decreto ainda prevê que, caso esta data coincida com o Carnaval, como aconteceu neste ano, o término do horário de verão acontece no domingo seguinte à folia.
O Ministério das Minas e Energia ainda não divulgou o balanço da economia de energia elétrica neste ano, mas como em todos os anos, espera-se uma economia de 5%.
O resultado apresentado pelo horário de verão em 2011 foi inferior ao esperado. A redução dos gastos com energia elétrica foi de 4,4%, enquanto que no ano anterior foi de 4,7%.
A redução total de consumo de energia elétrica para o país deve ficar em torno de 0,5%, com uma economia entre R$ 75 milhões e R$ 100 milhões para o país durante o período. O secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Grüdtner, explica que o principal ganho para a sociedade com a adoção do horário de verão é o aumento da segurança e da qualidade do suprimento de energia. Além disso, com a redução da demanda, não é preciso fazer novos investimentos em usinas hidrelétricas ou acionar energia de usinas termelétricas para complementar o fornecimento de energia. (Fonte: Correio do Brasil)

Adaptação ao novo horário provoca mudanças no organismo
A diferença de 1 hora a ser atrasada nos relógios provoca algumas mudanças que devem ser sentidas pelo organismo humano, especialmente de mulheres e crianças.
Essas mudanças estão relacionadas à produção de hormônios como cortisol e serotonina, que agem como reguladores do sono e do bem estar. Todo o funcionamento do corpo se pauta pela secreção desses hormônios, que por sua vez sofrem alterações com as mudanças de horário. Como consequência dessas mudanças, as pessoas podem apresentar irritabilidade, insônia, estresse, baixa produtividade e oscilações na pressão arterial
Especialistas em neurologia recomendam que as pessoas que sentem mais esses sintomas, devem ir se adaptando aos poucos, antecipando o horário de dormir em cerca de 10 minutos por dia.
Segundo os médicos, mudanças abruptas no horário, interferem no relógio biológico humano e podem causar danos irreversíveis.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET