Rafard

Maria Luiza e Uil Maia abrem série de entrevistas com vereadores

Depois de quase três anos do início da gestão 2009/2012 no Legislativo rafardense, O Semanário publica, a partir desta edição, uma série de entrevistas com balanços dos nove vereadores sobre os trabalhos realizados durante este período. Os legisladores também avaliam a atuação do Executivo e revelam suas ambições para as eleições 2012. Maria Luiza Peressim Bernardo (DEM) e Uil Maia (DEM) são os primeiros entrevistados.
As entrevistas, publicadas sempre a cada duas semanas e com dois vereadores, terão, invariavelmente, as mesmas perguntas, independentemente dos entrevistados. A sequencia das entrevistas segue definição da própria Câmara.
O Semanário – De 2009 para cá, entre tudo o que fez como vereadora, o que considera como principal?
Maria Luiza Peressim Bernardo – A aquisição do aparelho de raios X e a verba para a instalação do mesmo, sendo que a população não tem mais a necessidade de se locomover para realização destes exames.
O Semanário – De modo geral, que análise você faz sobre a atuação do Legislativo nestes quase três anos de gestão?
Maria Luiza – Com relação ao Legislativo, sempre que possível houve entendimento nas discussões, cujo objetivo principal foi em prol da população de Rafard.
O Semanário – Até agora, como avalia o trabalho do Executivo (gestão 2009/2012)?
Maria Luiza – Diante das dificuldades, o Executivo vem tentando buscar melhorias em prol do desenvolvimento da cidade. Às vezes, em determinadas situações, ocorrem algumas divergências, porém, até o momento, superadas.
O Semanário – Tem conseguido por em prática as propostas apresentadas à população nas eleições de 2008, quando ainda pleiteava um cargo no Legislativo?
Maria Luiza – A grande maioria das propostas apresentadas durante minha campanha pude realizar nestes últimos três anos. Outras ainda continuam pendentes devido a algumas dificuldades encontradas.
O Semanário – Faltando pouco mais de um ano para que se encerre a gestão 2009/2012, há algo de destaque que ainda pretende realizar?
Maria Luiza – Sim. A aquisição de uma UTI [Unidade de Terapia Intensiva] móvel, dentre outros projetos em andamento, como um novo veículo para a Guarda Municipal e a conquista de verba para cobertura das quadras das escolas municipais, além de outros equipamentos para Unidade Mista de Saúde [UMS].
O Semanário – Mesmo que ainda de forma discreta, a corrida eleitoral já começou. A vereadora tem pretensões para a disputa das eleições em 2012?
Maria Luiza – Ainda está muito cedo para afirmar tais pretensões.

Ilson Donizete Maia
O Semanário – De 2009 para cá, entre tudo o que fez como vereador, o que considera como principal?
Uil Maia – Considero como principal o fato de ter analisado tecnicamente e não politicamente todos os projetos enviados para a Câmara. Sim, porque acabando as eleições, trabalho para a cidade sem ver a sigla partidária. Há também a conquista do micro-ônibus para transporte das crianças da Apae [Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais] e dos idosos, entre outros recursos para o município.
O Semanário – De modo geral, que análise você faz sobre a atuação do Legislativo nestes quase três anos de gestão?
Uil – Eu analiso que foram três anos de debates de alto nível. Mas jamais ofendi algum vereador, sempre respeitando o posicionamento dos meus pares e ajudando os projetos de relevância ao município para o seu desenvolvimento.

O Semanário – Até agora, como avalia o trabalho do Executivo (gestão 2009/2012)?
Uil – Regular. Mas uma coisa que devemos exaltar é que cidades vizinhas estão envolvidas em escândalos de corrupção e na Prefeitura de Rafard, com toda a sua dificuldade, não se veem esses comentários pela cidade.
O Semanário – Tem conseguido por em prática as propostas apresentadas à população nas eleições de 2008, quando ainda pleiteava um cargo no Legislativo?
Uil – Sim. Porque meu compromisso com a população foi apoiar os projetos bons para a cidade. Estou fazendo porque, quando acabam as eleições, temos que trabalhar para a cidade. Vocês sabem que fui candidato com o atual prefeito de Rafard [Márcio Minamioka – PPS], mas, acabando as eleições, não vejo sigla partidária, e sim o que é bom para a cidade. Sou um dos vereadores que mais apoio conseguiu para a cidade.
O Semanário – Faltando pouco mais de um ano para que se encerre a gestão 2009/2012, há algo de destaque que ainda pretende realizar?
Uil – Sim. Destaco a construção das casas prometidas pela administração atual. Eu digo, são quase 20 anos que não se constrói uma casa em Rafard. Se terminar este mandato e eu ver os primeiros alicerces, fico contente, porque não fui eu que prometi. Mas estou orando, acreditando e apoiando, já que é este o nosso papel: apoiar e não só criticar.
O Semanário – Mesmo que ainda de forma discreta, a corrida eleitoral já começou. A vereadora tem pretensões para a disputa das eleições em 2012?
Uil – Quando acaba uma eleição, já estou trabalhando para a próxima, não virando as costas para o povo, mas dando atenção, um abraço, um aperto de mão, não me escondendo do povo. Pretensão todos nós temos que ter. Trabalhamos incansavelmente para melhorar nossa cidade e o tempo se incumbe de mostrar o caminho que devemos seguir. O amanhã pertence a Deus e Ele sabe o que faz. O meu futuro pertence a Deus.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET
>>JADE