Capivari

Polícia registra casos de violência doméstica

Capivari
Maria da Penha I
S. P. C., 36, costureira, foi agredida física e psicologicamente pelo companheiro A. O. F., 47, ajudante geral, na sexta-feira, 2, em Capivari.
A vítima relata que vive há 10 anos com o agressor. Na sexta-feira, 2, na presença da filha do casal de apenas 9 anos de idade, ele deu-lhe tapas, apertou seu pescoço e puxou seus cabelos e a jogou no chão. Ela afirma que sempre foi agredida. Agora, deseja que o companheiro seja processado criminalmente.
A vítima foi orientada a passar pelo médico. O agressor será processado por lesão corporal, conforme disposto no artigo 129 ao 154, do Código Penal, espécie também prevista na Lei Maria da Penha, Lei 11340/06.

Maria da Penha II
No mesmo dia, A.A., 50, servente, agrediu a mulher, em sua casa, no Centro de Capivari.
A vítima afirma que o agressor a agrediu com um soco no olho. Ela disse ainda que é a segunda vez que o autor a agride e que da primeira vez não comunicou o fato à polícia.
A mulher foi orientada a passar pelo médico e a procurar a Delegacia de Defesa da Mulher para dar prosseguimento à ação criminal.
O autor será indiciado pelo crime de lesão corporal, conforme preveem os artigos 129 ao 154 do Código Penal Brasileiro. O caso será tratado dentro da Lei Maria da Penha (Lei 11340/06). A mulher agora não poderá retirar a queixa e a polícia dará início ao Inquérito Policial, que após concluído seguirá para a Justiça.

Falta de habilitação e Lesão Corporal
J.S.S., 41, bateu seu VW Gol cinza na moto Honda CG 150 Fan, de I.F.F., 20, estudante, na quinta-feira, 1, na Avenida Dr. Rodrigues Alves, bairro Raia, em Capivari.
O autor afirma que ingeriu umas doses de pinga e que não viu a moto e por isso provocou o acidente. Ele autorizou a coleta de sangue para exames.
A vítima foi socorrida pelo Resgate do Corpo de Bombeiros e levada ao Hospital Unimed.
J.S.S. será indiciado por Lesão Corporal Culposa na direção de veículo automotor (artigo 303) e por dirigir sem permissão ou habilitação (art 309) conforme previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Lei 9503/97.

Contrabando
A Polícia Militar foi acionada na terça-feira, 6, pelo disque-denúncia que informou que numa merceraria da Rua Confiança, no Bairro Santa Tereza D’ávila, em Capivari, vendiam-se cigarros importados, sem nota e de procedência incerta.
Ao chegar, os policiais foram atendidos pelo autor, A.S.S., 25, pedreiro, e encontraram os maços de cigarro nos quartos. O autor alegou que compra os cigarros na cidade de Campinas e que os revende para ajudar no orçamento da casa, pois tem filhos pequenos para sustentar.
Um total de 748 maços de cigarros de diversas marcas foram apreendidos. A mercadoria irá para perícia.

Maria da Penha III
Mais um caso de violência doméstica registrada em Capivari. O caso aconteceu na quarta-feira, 7, no Bairro Porto Alegre.
S.V.S., 40, pedreiro, amrremessou um celular na televisão de sua casa e em seguida partiu para cima da mulher ameaçando matar toda a sua família. C.R.M.C, 34, é casada há 15 anos com o agressor.
O pedreiro possui mandado de prisão referente a processo de Execução de Pensão Alimentícia e deverá cumprir pena de 30 dias em prisão civil.
No momento da detenção foi necessário o uso de algemas pois ele estava bastante alterado. O indiciado foi autuado em flagrante delito com base na lei Maria da Penha. O caso já encaminhado ao Ministério Público.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET