CapivariDestaquesRafard

Rio Capivari ultrapassa os 2 metros e deixa famílias desalojadas

Ano novo, problema velho; com chegada do período chuvoso, famílias e governos municipais da região sofrem com ‘tradicionais’ enchentes

As chuvas fortes dos últimos dias, fizeram os municípios de Rafard e Capivari anunciarem estado de alerta nas últimas 24 horas. Na noite de quinta-feira (14), a aferição do Rio Capivari realiza às 20h41, marcou 2,14 metros, causando o transbordo do rio.

Em nota, a Prefeitura de Capivari informou que 9 famílias estão desabrigadas, num total de 31 pessoas.

“Todas as famílias ribeirinhas estão sendo amparadas, com ajuda de transporte (para levar os pertences), alimentação e apoio social”.

enchente-capivari-2021
Caminhões auxiliam na retirada dos móveis das casas atingidas pelas águas (Foto: Tonny Machado/Raízes FM)

As famílias estão sendo alojadas nas escolas municipais, sendo que, em caso de necessidade, a prefeitura irá disponibilizar o Ginásio de Esportes Ronaldão.

Na quarta-feira (13), em uma hora foram registrados 42,60mm de chuva. Até o fechamento desta edição, na noite de quinta-feira (14), a Defesa Civil de Capivari registrou mais 38,80mm de chuva. São dois pontos de alagamento, na rua João Moretti, no bairro Moreto e no trecho da rua Tirandentes, no Centro.

Fortes chuvas causaram prejuízos na Unidade Básica de Saúde de Rafard (Foto: Divulgação/Prefeitura de Rafard)
Fortes chuvas causaram prejuízos na Unidade Básica de Saúde de Rafard (Foto: Divulgação/Prefeitura de Rafard)

Em Rafard, as chuvas deixaram vários estragos, entre os mais sérios estão os prejuízos causados na Unidade de Saúde. Além das infiltrações e salas alagadas, houve também a queda parcial de um muro, que teve que ser interditado pela Defesa Civil.

“Diversos problemas de infiltração ocorreram no posto de saúde. Novamente salas foram alagadas, mesmo com a limpeza das calhas feita no final de semana”, afirma o prefeito Fabinho, ao mencionar que será feita uma análise minuciosa do contrato de reforma da Unidade de Saúde, feito na gestão anterior.

Uma ponte, na parte baixa da popular, que liga Rafard a Capivari, também foi atingida e teve desmoronamento de terra. No fim da tarde de quinta-feira (14), a Defesa Civil interditou o local para evitar novos riscos. Para isso, contou com a parceria dos departamentos de Meio Ambiente e de Fiscalização de Rafard, e também membros da Defesa Civil de Capivari.

Passagem que liga o bairro Popular à Capivari foi interditada pela Defesa Civil após desabamento de terra nas laterais (Foto: Divulgação/Prefeitura de Rafard)
Passagem que liga o bairro Popular à Capivari foi interditada pela Defesa Civil após desabamento de terra nas laterais (Foto: Divulgação/Prefeitura de Rafard)

“Estamos monitorando diariamente o nível do rio. Aferindo régua e fazendo análise das comportas. Ontem mesmo [quarta-feira], eu e minha equipe nos deslocamos até a comporta da Leopoldina”, relatou Vicente Sampaio A. Prado Neto, que está à frente da Defesa Civil em Rafard.

A Defesa Civil dos dois municípios, orienta que a população, que mora em áreas com risco de alagamento ou desabamento, permaneça em alerta. Em Capivari o telefone para acionar em caso de urgência é pelo 199 ou com a Guarda Civil pelo 153. Em Rafard, o telefone da Guarda Civil é o 3496-2027.

Atualização deste sábado 16/01/2021

A Defesa Civil de Capivari informou que em última aferição realizada às 11h29 deste sábado (16), o nível do Rio Capivari marcou na régua 2,50m.

A cidade permanece com seis pontos de alagamento: trecho da rua Tiradentes (Centro), rua João Moretti (Moreto), rua Padre Haroldo (Juventus), Rua João Vaz (Centro), rua Miguel Assad (Nova Aparecida) e a rua Bento Dias, que está parcialmente alagada.

As famílias desabrigadas – neste momento são 9 famílias e 31 pessoas – estão recebendo todo o suporte da Prefeitura de Capivari, como auxílio no transporte, alimentação, abrigo e apoio social.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303
Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo