Capivari

Saae registra oitava ação de vandalismo na adutora de água João Lau em dois anos

Flagrante do vandalismo na rede de abastecimento do manancial João Lau

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) vem identificando uma série de problemas na rede de abastecimento do manancial João Lau causados por vandalismo. Por se tratar de uma extensa rede de cerca de 8 quilômetros, desde que a Administração recuperou a adutora – há mais de dois anos – já foram registrados ali oito atos de vandalismo que, por sua vez, prejudicaram muito o sistema central de abastecimento do município, de acordo com a Prefeitura.
Com uma nova ocorrência de vandalismo na última semana, houve perda de aproximadamente 1 milhão de litros de água, deixando sem abastecimento moradores de inúmeros bairros.
Segundo o superintendente do Saae, José Luiz Cabral, os responsáveis pelos danos rompem a adutora, o que ocasiona vazamento de água e impede que a mesma chegue por gravidade até a ETA I para tratamento. “A população pode ajudar o Saae a combater este tipo de ameaça por meio de denúncias, pois são pessoas interessadas em prejudicar a coletividade. Para tanto, podem ligar para o Saae ou para a Central de Atendimento da Prefeitura, pelos telefones 3492-9800, 3492-9215 e 0800-774-2321, sob sigilo absoluto”, indica Cabral.

Investimentos
Nesta semana, a Prefeitura divulgou os últimos investimentos realizados e outros já programados para o sistema de abastecimento de água do município. A ação envolve a troca de bombas e o aprofundamento de poços nos sistemas Central, Castelani, Porto Alegre, Sgariboldi e Bosque dos Pinheiros.
No sistema Bosque dos Pinheiros, que abastece os bairros Bosque dos Pinheiros e Jardim Branyl, houve a troca na quinta-feira, 27, de uma bomba de 25 HP por outra de 37,5 HP, com 30 metros a mais de profundidade. Com isso, a expectativa é que haja uma oferta adicional de mais 300 mil litros de água por dia. Para se ter uma ideia do que isso representa, o reservatório do local tem capacidade para 150 mil litros.
Para o sistema Castelani, que atende os bairros Castelani, Santo Antonio, Vila Izildinha e adjacências, haverá o prolongamento da rede de energia por parte da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL). Logo após, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) instalará uma nova bomba de 42,5 HP (a atual é de 25 HP) no poço da vila Izildinha, que foi aprofundado em mais 50 metros. Haverá, com isso, um adicional de 300 mil litros de água para o sistema.
O Saae também aguarda serviço da CPFL no poço Valezim, que foi aprofundado e teve uma bomba de 20 HP substituída por outra de 40 HP. Após o trabalho elétrico, este poço produzirá 500 mil litros de água, que serão direcionados para o sistema Castelani e Central.
Para o sistema Porto Alegre, está planejado o aprofundamento do poço Chiarini e a troca da bomba de 25 HP por outra de 42,5 HP. Isso representará mais 300.000 litros de água ao sistema. No sistema Sgariboldi está prevista a reativação do poço Corimba, que deverá fornecer 500 mil litros de água.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo