Editorial

Sonhe, viva e realize! – Editorial edição 1521

A queda no número de pessoas infectadas pela Covid-19, bem como a redução no número de internações e óbitos traz alívio e esperança para todos.

Foram tempos difíceis, mas, aos poucos, as coisas parecem querer voltar ao normal.

Infelizmente, o que não muda, são as ‘guerras’ políticas. A cede pelo poder e o egocentrismo enfraquecem cada dia mais o nosso país, dividindo e criando diferenças entre a ‘banda de cá’ e a ‘banda de lá’.

Entre ‘mortos e feriados’, está o povo brasileiro, que assiste de camarote, bancando os estragos causados por tanta incompetência e ingerência.

Todo mundo sabe que a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco e, nessa brincadeira, quem tem pago a conta somos nós.

O custo de vida só aumenta. É aumento de gás, de combustível, de alimentação, de roupas, enfim, tudo subindo numa velocidade difícil de acompanhar, enquanto o poder de compra do povo brasileiro, se arrasta com um vergonhoso valor de salário-mínimo.

E os governos, insistem em ‘dar o peixe’, além de ensinar a pescar. São inúmeros programas sociais, é bolsa pra cá e bolsa pra lá, tudo visando benefícios políticos lá na frente.

Agora, o pior de tudo, é o custo das mordomias oferecidas para manter toda essa estrutura administrativa. E a reforma política? Alguém viu alguém mexer algum palito?

Voltando para bons assuntos, o retorno de alguns eventos na região dá esperança de um possível retorno planejado. Mais do que isso, volta a dar vida às pessoas, que viveram tempos de clausura e medo.

No último fim de semana, jovens e adultos se reuniram no estádio municipal Jair Forti para um torneio de pipa. Um dos propósitos foi a conscientização contra o uso do cerol, no entanto, trouxe também o sentimento de liberdade. Existe algo melhor para demonstrar isso do que a pipa?

A semana também foi marcada pela comemoração dos 135 anos do nascimento de Tarsila do Amaral. O nome da artista volta a tomar força novamente na região, com o trabalho iniciado na Fazenda São Bernardo, pela Abaçaí Cultura e Arte, e também com a contratação da sobrinha bisneta de Tarsila, que passou a integrar a Secretaria de Cultura e Turismo de Capivari.

Como dizia o saudoso amigo José Maria de Campos, quiçá, em breve, teremos o prazer de ver a nossa região figurar como ponto turístico e explorar os benefícios que o nome da artista pode trazer.

É tempo de voltar a sonhar, com consciência e segurança, afinal, quem não sonha, não vive e não realiza!

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Skip to content